Assaltante de Banco é executado a tiros no São José

O autônomo Jonas Gavião Neto, 34 anos, que já cumpriu pena no presídio de Pacaembu, por assalto a banco, foi executado a tiros no início da madrugada desta sexta-feira, em Araçatuba. Neto foi encontrado caído em via pública com várias perfurações de bala.
Pouco depois de 1 hora desta sexta-feira (25), policiais militares foram acionados para atender ocorrência de tentativa de homicídio na esquina das ruas Renato Cunha Nogueira e José Smith Júnior, no São José. Ao chegarem ao local encontraram a vítima caída.

De acordo com o registro policial, o autônomo apresentava várias perfurações, sendo uma na cabeça, uma no rosto, duas na parte superior do peito, duas nas costas, uma na barriga e uma no glúteo. O homem ainda foi levado para a Santa Casa, mas já chegou sem vida.

No local do crime foram apreendidas várias capsulas calibre 9 milímetros. Este tipo de arma é de uso restrito, mas entra no país por meio de contrabando. Vários homicídios estão sendo cometidos com armas deste calibre.

ROUBO
Jonas Gavião Neto foi acusado e condenado pelo roubo à agência da Nossa Caixa Nosso Banco, dentro do campus da Unesp (Faculdade de Odontologia de Araçatuba), na Vila Mendonça. No dia 5 de junho de 2008, Jonas e Diego Dalmo Ataíde roubaram clientes e obrigaram a gerente a abrir o cofre do banco, de onde levaram R$ 69 mil. Eles foram identificados e presos.

Após cumprirem a pena, os dois foram colocados em liberdade. Diego Dalmo Ataíde foi preso recentemente sob acusação de ter participado de um roubo. Na época ele conseguiu fugir, mas uma policial conseguiu ve-lo. No sábado, a mesma policial o prendeu. O mandado de prisão temporária foi transformado em preventiva.

Da Redação

 

você pode gostar também