Morre o ex-governador Pedro Pedrossian

O engenheiro Pedro Pedrossian faleceu por volta de 3h30 desta terça-feira (22), em sua residência, em Campo Grande (MS). Pedrossian fez parte da história de Matgo Grosso e Mato Grosso do Sul, tanto como engenheiro como homem público. Natural de Miranda, ele chegou a residir em Três Lagoas por algum período, até ir para a capital do Estado, então Cuiabá. Em Três Lagoas, uma das obras mais marcantes foi o Estádio Madrugadão.
Pedro Pedrossian nasceu no dia 13 de agosto de 1928 em Miranda. Depois de formado engenheiro, muito jovem, ingressou na Estrada de Ferro Noroeste do Brasil e foi descado para trabalhar em Três Lagoas. Depois, foi para Cuiabá. Em 1965 chegou ao governo do Estado de Mato Grosso, permanecendo até 1971.

Em outubro de 1977, houve a divisão do estado. Pedro Pedrossian foi governador de Mato Grosso do Sul em dois períodos 1980 a 83 (nomeado pelo peresidente João Figueiredo) e de 1991 a 1995 (eleito pelo voto direto.

“Pedro Pedrossian não foi só um governador. Foi um ser humano. E como ser um humano, recebeu irrestrito amor da família, enorme carinho dos amigos e como se tudo isso não bastasse, recebeu reconhecimento do seu povo”, disse o filho Pedro Pedrossian Filho.

RECONHECIMENTO
Em Maio de 2006 lançou o livro de memória Pedro Pedrossian – O Pescador de Sonhos, publicado pelo Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso do Sul em que relata a sua trajetória política, marcada pelo empreendedorismo, populismo e personalismo. Pela sua importância do contexto da história, Pedrossian despontou no cenário político do estado e do país.

Da Redação

você pode gostar também