Idosos beneficiários de programas sociais precisam se cadastrar

Pessoas idosas acima de 65 anos, que são beneficiárias do BPC (Benefício de Prestação Continuada) precisam estar inscrita no Cadastro Único até o dia 31 de dezembro de 2017. Quem não estiver inscrito, assim como os beneficiários já cadastrados, mas sem atualização cadastral nos últimos 24 meses, poderá ter seu benefício suspenso.
Com a publicação do Decreto nº 8.805/2016, tornou-se obrigatório a inclusão dos beneficiários do BPC no Cadastro Único para a manutenção e requerimento desse benefício.

O processo de inclusão ocorrerá durante o ano de 2017, seguindo, preferencialmente, o mês de aniversário. Caso o aniversário já tenha passado, o cadastro deve ser feito o mais breve possível. As pessoas com deficiência beneficiária do BPC deverão ser incluídas no Cadastro ao longo do ano de 2018, também conforme a data de aniversário.

Segundo a operadora do Cadastro Único, Geisa dos Santos Pátaro Vieira, em Guararapes são 809 beneficiários do Benefício de Prestação Continuada, dentre esses 591 são pessoas com deficiência e 218 são idosos. Desses idosos, 50% ainda não fizeram o cadastro.

O Cadastro deverá ser feito no CRAS (Centro de Referência de Assistência Social), que fica na Rua 6 de junho, 74, Centro. Devem procurar o setor de Bolsa Família, que atende das 7h30 às 11h30 e das 13h às 17h. É preciso apresentar os documentos originais de todas as pessoas que moram na casa: menores de 18 anos (RG ou certidão de nascimento), maiores de 18 anos (RG, CPF, título de eleitor, carteira de trabalho ou comprovante do INSS).

A inscrição do Cadastro Único, além de manter o BPC, permite o acesso a vários outros programas sociais, como a Tarifa Social de Energia Elétrica e a Carteira do Idoso.

Da Redação

você pode gostar também