Piloto araçatubense é preso na Bolívia sob suspeita de tráfico

O piloto araçatubense F.P.C., de 32 anos, foi preso na Bolívia por voo clandestino e o caso foi encaminhado às autoridades de combate ao narcotráfico, conforme informações do jornal El Deber, de Santa Cruz de La Sierra. Há informações de que foram encontradas partículas de cocaína na aeronave. Segundo o portal do jornal boliviano, na terça-feira o piloto brasileiro fez um pouso de emergência em uma colônia menomita Chihuahu, no município de Cuatro Cañadas, a 47 quilômetros de Santa Cruiz de La Sierra, para onde o piloto foi levado detido. O araçatubense estava sozinho no aeronave e não se feriu.

De acordo com o jornal boliviano, o sargento Carlos Marquez atendeu a ocorrência após receber a chamada de emergência. O mesmo policial indicou ao jornal que o caso foi encaminhado aos “organismo antinarcóticos”.

A reportagem apurou que o piloto não é tão conhecido entre os profissionais que operam em Araçatuba. É comum pilotos atuarem em outras regiões.

O pouso de emergência, por problema mecânico, ocorreu na terça-feira (1º). Antes de entrar na Bolívia, o piloto teria passado pelo Paraguai. Ele foi detido por não ter plano de voo. Portanto, estava clandestino dentro do país. Além disso, foram encontrados resíduos de cocaína na aeronave, o que levantou suspeita de envolvimento com o tráfico.

A informação é de que o piloto saiu de Campo Grande para levar passageiros para a Bolívia. Na defesa do piloto, a explicação é que o avião está com todos os bancos, o que demonstra uso para transporte de passageiro e não de carga. Aviões usados para carga têm os bancos removidos.

A AERONAVE

O avião é um Cessna Aircraft, modelo 182P, ano de fabricação 1973, registrado na Agência Nacional de Avião Civil em nome de Diego Gonçalves Flores. Porém, no próprio registro da Anac há informação de que houve comunicação de venda no dia 15 de março de 2017. Porém, não indica o novo proprietário.

A aeronave tem um motor convencional e capacidade para três passageiros. O peso máximo de decolagem é de 1338 quilos.

DA REDAÇÃO – Araçatuba

você pode gostar também