Titular pela primeira vez pelo Santa Cruz na Série B, Jacsson quer cavar espaço no time

Pela primeira vez na Série B o goleiro Jacsson será titular na Série B com a camisa do Santa Cruz. Não por decisão técnica, mas por conta da suspensão do goleiro Julio Cesar, que foi expulso contra o Paysandu. Entrando em um mau momento da equipe e em uma partida para lá de complicada, o camisa 12 acredita que o jogo pode ser um divisor de águas no seu papel no Arruda.

O goleiro afirmou que uma boa atuação contra o Juventude pode colocar dúvidas na cabeça do técnico Givanildo Oliveira para quem será o goleiro titular na sequência da Série B. “Acredito que (esse jogo pode colocar dúvidas na cabeça do treinador) sim. Quem está no banco e quando entra tem o objetivo de ter mais sequência. Eu cheguei com o objetivo de jogar. Todo jogador quer jogar. Quando você passa a ser reserva você respeita o treinador, o treinador de goleiro, mas você sempre trabalha buscando o seu espaço”, comentou.

Outro fator que pode fazer diferença para o goleiro é sair de campo sem levar gols. Não buscar a bola nos fundos das redes seria importante para Jacsson já que todas as vezes que esteve em campo sua meta foi vazada. Em cinco partidas pelo Santa Cruz, são seis gols sofridos e o seu desejo é acabar com essa marca neste sábado. Para isso, espera contar com a ajuda dos companheiros.

“Para se ganhar, não sofrer os gols já é um grande passo. Acho que a gente também tem que fazer gols. Como está tendo muitas mudanças por conta de suspensões isso pode atrapalhar o entrosamento da equipe. Mas vamos com o propósito de jogar um pouco mais fechado e tentar buscar essa vitória”.

Um bom resultado em Caxias do Sul seria importante acima de tudo para o clube. Terminar bem o primeiro turno pode ser um grande passo para os 19 jogos restantes, inclusive para acalmar os ânimos no Arruda. Sem vencer há três jogos, Jaccson preferiu ver a situação por um lado mais positivo. “A torcida, quando o resultado não vem, sempre vai cobrar. No Inter, ano passado, vivi uma situação mais difícil do que essa. Estamos em um momento que estamos com chance ainda de subir e temos que ficar de olho em não deixar aproximar do Z4”.

Da Redação

você pode gostar também