Começa a coletiva de lixo em Birigui

O bairro Pedro Marin Berbel foi o primeiro a receber o piloto da coleta seletiva de Birigui. Nesta quarta-feira (2), a Prefeitura iniciou a coleta dos materiais recicláveis, aqueles que não devem ser levados ao aterro sanitário.

O “lançamento” da ação ocorreu às 7h, no cruzamento das avenidas 9 de Julho com Professora Geracina de Menezes, na “entrada” do bairro Pedro Marin Berbel. O prefeito Cristiano Salmeirão, o presidente da Câmara, Vadão da Farmácia, e os vereadores Fabiano Amadeu, Carla Protetora, Odair da Monza foram recebidos pelos secretários Juliano Salomão (Meio Ambiente) e Eldir Scarpim (Serviços Públicos).

“As duas secretarias trabalham em equipe para implantar a coleta seletiva em Birigui. Será uma mudança de cultura, que dependerá da população, já que o lixo deverá ser separado nas residências, comércio, empresas e órgão de classe”, comentou o secretário Juliano Salomão.

A coleta seletiva no município faz parte do Plano de Gestão Integrado de Resíduos Sólidos e, também, do Plano de Governo da gestão 2017-2020. A primeira fase da implantação da coleta seletiva será em 13 bairros de Birigui (veja lista abaixo). Os demais serão incluídos gradativamente. Todos os bairros serão atendidos até novembro deste ano.

A nova iniciativa da Prefeitura de Birigui segue os trabalhos diários da coleta de lixo na cidade. A linha/trajeto do caminhão de lixo que visita os bairros de segundas, quartas e sextas-feiras terá coleta seletiva sempre às quartas-feiras. Já a linha das terças, quintas e sábados terá coleta seletiva sempre às quintas-feiras.

A ação é bem simples: o lixo normal que a pessoa coloca em frente de sua casa continua com o mesmo sistema. A única mudança é que uma vez por semana o morador deverá colocar somente o lixo reciclável em frente de sua residência.

Para a dona de casa entender: dos três dias que o caminhão de lixo passa na rua, dois serão para recolher o lixo tradicional (chamado de lixo molhado) e um para recolher o lixo reciclável (lixo seco).

Da Redação

você pode gostar também