O que você precisa saber sobre a osteoporose

O envelhecimento da população da América Latina tem despertado alertas sobre o aumento de número de casos de doenças comuns à terceira idade, como a osteoporose.

A osteoporose é uma das principais enfermidades que atingem os ossos, e está ligado com a idade avançada. Ela causa o enfraquecimento da estrutura óssea do corpo, devido a falta de renovação do material ósseo. Se os ossos não se renovam de forma tão rápida e eficiente como deveriam, perdemos gradualmente a densidade dos ossos, que tornam-se porosos e por isso frágeis e suscetíveis a fraturas.

É importante saber que mulheres, por terem ossos mais finos, têm quatro vezes mais chances de serem afetadas pela doença do que os homens, por isso, para elas, a prevenção deve ser muito mais cautelosa! Além das mulheres, pessoas com história familiar de osteoporose também tem mais chances de serem afetadas.

Para se cuidar e prevenir o desgaste dos ossos, algumas coisas são importantes:

  • A ingestão apropriada de cálcio

O cálcio, como se sabe, ajuda a fortalecer os dentes e o tecido ósseo. Uma pessoa com deficiência de cálcio tem uma tendência muito maior a desenvolver a osteoporose. O leite e outros laticínios são os maiores fornecedores de cálcio, e o indicado são pelo menos 1000mg desse sal mineral por dia. Essa quantidade pode ser facilmente ingerida diariamente através de leite, iogurtes, alguns peixes como salmão e sardinha e vegetais como o brócolis. A alimentação é muito importante para a reposição do cálcio.

  • Prática de exercícios físicos

Além de melhorarem a sensação de bem estar e também aliviarem a dor, os exercícios físicos ajudam a fortalecer os músculos que protegem os ossos. Exercícios de muito impacto não são recomendados por oferecerem riscos de fratura, mas caminhada, dança e musculação são mais que indicados.

  • Tomar sol

15 a  20 minutos por dia de exposição solar são suficientes para ajudar o corpo a sintetizar a vitamina D, que auxilia na absorção de cálcio pelo corpo. Como vivemos muito em ambientes fechados, é importante lembrar de dar uma pequena pausa para cuidar da saúde nos momentos em que  a luz solar não estiver tão intensa.

Por: Julia Alencar – Redatora na ABlab

você pode gostar também