Luan é ameaçado por torcedores do Atlético na saída do Nilton Santos após eliminação

A noite dessa quarta-feira foi traumática para os jogadores do Atlético, sobretudo para o atacante Luan. Após a eliminação nas quartas de final da Copa do Brasil para o Botafogo, com derrota por 3 a 0, no Rio de Janeiro, o jogador, que concedia entrevista na saída do estádio Nilton Santos, foi ameaçado por dois torcedores do Galo que passaram próximos à equipe de reportagem que conversava com o atleta.

Luan, que estava falando justamente sobre o momento de pressão que a equipe enfrenta atualmente, ouviu xingamentos de dois torcedores que passaram escoltados por uma dupla de policiais militares e prometeram ‘invadir’ a Cidade do Galo, caso os resultados não melhorem. Perguntado sobre as ameaças, o atacante garantiu estar tranquilo no momento, mas cogitou sair do Atlético caso ele, ou alguém de sua família, sentir insegurança.

“Estou de boa, estou aqui para servir apenas o Clube Atlético Mineiro. A partir do momento que eu, ou alguém da minha família, sentirmos que há agressividade, vou e peço para ir embora. Estou aqui para honrar as cores do clube e infelizmente hoje teve um time que foi melhor. Tentamos de todas as formas, mas estamos passando por um momento ruim, então temos que vencer logo”, declarou Luan ao canal Fox Sports.

O atacante reconheceu os méritos do Botafogo pela classificação à semifinal e pregou trabalho para o Atlético sair da situação ruim na temporada. E o tempo é curto, já que no domingo o Galo enfrenta o Coritiba, às 16h, no Couto Pereira, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. Mas Luan também lembrou da ‘decisão’ que a equipe alvinegra terá no dia 9 de agosto, contra o Jorge Wilstermann-BOL, no Independência, pelas oitavas de final da Copa Libertadores. Na ocasião, o Atlético precisa vencer por dois ou mais gols de diferença para avançar na competição.

“Infelizmente não saímos com a classificação, levamos gol logo cedo. Parabéns ao Botafogo pela classificação. Agora temos que trabalhar para ajustarmos o que está dando errado o mais rápido para conseguirmos vencer no Brasileiro e enfrentar mais uma decisão em casa, onde teremos que reverter o placar”, concluiu.

Da Redação

você pode gostar também