Quartas de final desafiam técnicos que há pouco tempo ensinavam juvenis

A Copa São Paulo de Futebol Júnior tem fama de renovar o estoque de craques do país, mas agora também coloca na vitrine uma nova safra de técnicos. Três deles brigam por títulos nesta temporada. Campeão da Copinha em 2007 pelo Cruzeiro, Enderson Moreira lidera a Série B à frente do América-MG. Outros dois vencedores do principal torneio de divisões de base do país têm chance de brilhar hoje à noite nas quartas de final da Copa do Brasil. Rogério Micale levou o Figueirense ao título da Copinha em 2008. Hoje, estreia no comando do Atlético-MG contra o Botafogo, às 19h30, no Estádio Nilton Santos. Zé Ricardo brindou o Flamengo com o tri no ano passado. Treinador do time profissional há um ano e dois meses, é responsável por classificar o rubro-negro para a semifinal no duelo de 21h45 contra o Santos, na Vila Belmiro.

Os holofotes estão em Rogério Micale. Aos 48 anos, o técnico baiano tem no currículo excelentes trabalhos na base. Além de levar o Figueirense ao título da Copa São Paulo Júnior de 2008, foi vice-campeão mundial Sub-20 e bronze no Pan de Toronto em 2015, e brindou a Seleção com o inédito ouro nos Jogos do Rio-2016. As experiências em times profissionais foram no Figueirense, como interino, e no Grêmio Prudente. Daí a desconfiança.
Tenso com a nova missão, Micale chegou a cometer uma gafe ao falar sobre o duelo de hoje com o Botafogo ao ser apresentado na terça-feira. “São cinco jogos para ser campeão brasileiro da Série B”, disse. Na verdade,  o treinador estava se referindo à Copa do Brasil. O Atlético-MG defende hoje, no Nilton Santos, a vantagem de 1 x 0 construída no Independência. Um empate diante do Botafogo classificará o Galo para a semifinal.
A missão de Rogério Micale não será fácil. Do outro lado, o Glorioso tem um técnico que conhece muito bem o técnico do Atlético-MG dos tempos em que duelavam em torneios de divisões de base. Jair Ventura jamais ganhou a Copa São Paulo Júnior. O título mais relevante na carreira é o bicampeonato carioca pelo Botafogo em 2010 e em 2013. Assim como Micale, o filho de Jairzinho tenta se firmar como técnico profissional. Está nas quartas da Copa do Brasil, nas oitavas da Libertadores e em sétimo lugar no Campeonato Brasileiro.
No Atlético-MG, Rogério Micale não poderá contar com Fred, expulso no duelo de ida. A tendência é que Luan e Robinho formem a dupla de ataque, com Rafael Moura no banco de reservas. A boa notícia do Botafogo é a recuperação de Rodrigo Pimpão. Emerson Santos deve continuar improvisado na lateral direita.
ZÉ RICARDO
Campeão da Copa São Paulo Júnior em 2016 pelo Flamengo, Zé Ricardo está na corda bamba no time profissional. Ganhou o Campeonato Carioca em maio, mas paga caro pela eliminação na fase de grupos da Libertadores e a classificação a trancos e barrancos nas oitavas de final da Copa do Brasil diante do Atlético-GO. No Brasileirão, amarga o quarto lugar à frente de um dos elencos mais caros do país.
O Flamengo venceu o duelo de ida por 2 x 0. Pode até perder por um gol de diferença para avançar à semifinal. A eliminação diante do Santos, às 21h45, na Vila Belmiro, pode tornar a pressão pela sua demissão insustentável. O meia Everton Ribeiro, o atacante Geuvânio e o goleiro Diego Alves (recém-contratados) não puderam ser inscritos na Copa do Brasil. O zagueiro Rhodolfo, lesionado, também está fora da partida.

Da Redação

você pode gostar também