Operação do Gaeco prende homem ligado a facção criminosa em Araçatuba

Monitorados durante uma investigação que durou seis meses, membros de uma facção criminosa que atua dentro e fora de presídios paulistas foram presos ontem (25) durante uma operação do Gaego (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado), órgão do Ministério Público.

Segundo o Gaeco, a quadrilha desmontada era especializada em roubos a condomínios fechados de Campinas (SP) e praticava os assaltos a residências com uso de armas e violência física.

Uma das prisões aconteceu em Araçatuba, onde um dos membros da facção morava. Segundo o MP, o homem mudou-se para a cidade recentemente. Além de Araçatuba, outro envolvido também foi preso em Cardoso, na região de Rio Preto.

Ao todo, 16 pessoas foram presas em Campinas, Jariniu, Araçatuba e Cardoso. Outras três pessoas listadas já haviam sido detidas anteriormente, totalizando 19 prisões.

De acordo com a Polícia Militar, foram apreendidos 58 quilos de maconha, 1 quilo de cocaína, armas (dois revólveres, um carabina e uma espingarda), R$ 16,4 mil em notas falsas, munições, além de quatro veículos, celulares, computadores e documentos.

De acordo com o promotor Daniel Zulian, que liderou as investigações, os suspeitos assaltavam as residências sempre armados, rendiam os moradores e, em algumas situações, utilizavam violência física.

Pelo menos 10 roubos foram feitos em casas de alto padrão em Campinas. Mesmo com as prisões, as investigações continuam em andamento e outras pessoas podem ser detidas (Com informações do G1).

KAIO ESTEVES – Araçatuba

você pode gostar também