Christopher von Uckermann dispara: “não quero mais a fama”

No Brasil para shows em quatro cidades, o cantor e ator Christopher von Uckermann, do extinto RBD, concedeu uma coletiva de imprensa em São Paulo na terça (25/7) e falou sobre seu posicionamento artístico atual. “A indústria musical está contaminada. É preciso pagar para tocar nas rádios. Eu não quero mais isso, não busco mais a fama”, disse.

Segundo ele, seu novo trabalho musical, “La Revolución de los Ciegos”, sequer é algo comercial. Para os shows no Brasil, sua exigência foi por ingressos populares e eventos de pequeno porte. “O Christopher de hoje é fruto das experiências que teve, a única diferença é que hoje tenho mais experiência. E é isso o que me leva a dizer que não busco fama, não me interessa, a única coisa que busco é me divertir e dividir uma boa música”, explicou, “eu nem chamo de disco, porque não é um disco, é simplesmente lançar música, dar músicas e, também, vendê-las. Só que não como antes. Claro que vamos disponibilizá-las em todas as plataformas possíveis, mas não como um negócio, trata-se de desfrutar com as pessoas, cada um vai ouvir o que gostar”.

Ele também não gosta mais de se referir ao público como fãs. É uma palavra que tem evitado. “Não tenho fãs. Tenho seguidores, amigos. Seria incoerente com essa minha nova etapa falar em fãs. Fã envolve fanatismo, e não gosto disso”, concluiu.

Da Redação

você pode gostar também