Rio Preto é campeã; Araçatuba fica na segunda colocação e Andradina termina em terceiro

São José do Rio Preto foi a cidade campeã dos 61º Jogos Regionais, pela primeira vez disputados em Andradina. Araçatuba ficou na segunda colocação e a terceira coube à cidade-sede. De acordo com a Secretaria Estadual de Esporte, Lazer e Juventude (SELJ), organizadora da competição em parceria com as cidades anfitriãs, 44 municípios estiveram presentes em Andradina com 181 equipes masculinas e 94 femininas, 2.326 rapazes e 1.045 moças disputando um lugar ao pódio. Além de Andradina, de 11 a 21 de julho os JRs foram disputados em mais três regiões do Estado, e tiveram como sede as cidades de Americana, Caraguatatuba e Sorocaba.

Para ser campeã, Rio Preto ficou em primeiro lugar nas seguintes modalidades de categoria livre: Judô (masculino e feminino), handebol (f), atletismo (m), ACD (m/f), badminton (m/f), basquete (m), capoeira (m/f), ciclismo (m), futebol (f), futsal (f), ginástica artística (m/f), caratê (m/f), natação acd (m/f), natação (m/f), taekwondo (m/f), tênis (m/f), tênis de mesa (m/f), vôlei (m), vôlei de praia (m) e xadrez (m/f). A cidade também foi campeã no futebol masculino e vôlei feminino nas categorias até 21 anos. Rio Preto foi segundo colocada de categoria livre no basquete feminino, ginástica ritmica e handebol (m) e terceiro, também livre, no skate street (m), bocha, ciclismo (f), futsal (m) e malha.

Nas categorias até 21 anos Araçatuba ficou em primeiro em tênis de mesa (m) e xadrez (m). Nas categorias livre, Araçatuba foi campeã no atletismo (f), biribol, ciclismo (f), damas (misto), ginástrica ritmica e handebol (m). Foi segundo lugar, também livre, em capoeira (m/f), futebol (f), futsal (f), judô (m), caratê (f), tênis (f), tênis de mesa (m/f), vôlei de praia (m/f) e xadrez (f). Foi terceiro, livre, no basquete (m).

Andradina foi campeã em quatro modalidades na categoria até 21 anos: futsal (m), handebol (m), skate street (f) e tênis de mesa (f). Também foi vice em damas (misto), futebol masculino e skate street (m) e terceiro lugar no tênis (f). Na categoria livre, a cidade-sede foi campeã apenas com o vôlei de praia (f) e segundo colocada em atletismo (m/f), badminton (f), ciclismo (f), handebol (f), caratê (m), natação (f) e vôlei (m). Andradina foi terceiro lugar, também na categoria livre, no badminton (m/f), futebol (f), caratê (f), natação (m), tênis de mesa (m) e vôlei (f).

CERTIFICADO
Os Jogos Regionais de Andradina, assim como os de Americana, Caraguatatuba e Sorocaba, deveriam começar na primeira quinzena de julho. Entretanto, por problemas relacionados à licitação de material, foram prorrogados para 11 a 21 de julho. Mesmo assim, as equipes campeãs e os atletas medalhistas receberam certificado em lugar da tradicional premiação (troféu para as equipes que ficaram em primeiro, segundo e terceiro lugares e medalhas para os atletas que ficaram nas três primeiras colocações de suas modalidades).

Segundo o chefe do Comitê Organizador dos JRs de Andradina, Cássio Sendão, houve atraso na fabricação de medalhas e troféus, mas ele garantiu ao LIBERAL REGIONAL, que na quarta-feira a premiação estaria em Andradina. Naquele dia, muitos atletas e equipes já haviam encerrado participação nos Jogos. Ele, porém, afirmou que o pessoal que já havia voltado para as suas cidades e que fizeram jus à premiação receberiam os troféus e medalhas de suas Secretarias Municipais de Esporte. Segundo ele, o problema aconteceu também em Americana, Caraguatatuba e Sorocaba. O que foi garantido por Sendão acabou não acontecendo, pois os JRs terminaram anteontem sem troféus e medalhas.

O inusitado provocou reações nas redes sociais. Na quinta-feira, os Jogos tiveram início em mais quatro regiões do Estado, com sede nas cidades de São Bernardo do Campo, Lençóis Paulista, Sertãozinho e Osvaldo Cruz. A competição reúne mais de 40 mil atletas das oito cidades-sedes (Andradina, Americana, Caraguatatuba, Sorocaba, São Bernardo, Lençóis Paulista, Sertãozinho e Osvaldo Cruz). Os JRs são classificatórios para os Jogos Abertos do Interior (JAIs), que neste ano ainda não têm sede definida, e que é a maior competição multiesportiva da América do Sul e por isso é chamada de Olímpíada caipira.

DA REDAÇÃO – ANDRADINA

você pode gostar também