Dia de São Cristóvão com carreata e missa

Na próxima terça-feira a comunidade católica comemora o Dia de São Cristóvão, protetor dos motoristas. Como faz há mais de uma década em Andradina, o Sistema Regional de Comunicação vai promover a tradicional carreata, que terminará com missa campal e bênção dos veículos, chaves e documentos. A missa será celebrada pelo padre Sebastião Gonçalves. Neste ano a carreata será no dia dedicado ao santo, 25 de julho (terça-feira).
A carreata de Andradina conta a participação das rádios FM Cidade e Andradina AM, SRCTV e jornal O LIBERAL REGIONAL. A concentração está marcada para começar às 18 horas em frente ao cemitério. Segundo o superintendente de rádio do SRC, Cláudio Alves Ferreira, o objetivo é dar condições às pessoas que atuam no comércio de participarem do ato religioso. “A saída deve ocorreu pouco depois das 19 horas, pois a missa está marcada para começar às 20 horas, no pátio do Posto Sertanejo, em Paranápolis”, disse Cláudio Ferreira.

A carreata vai seguir de Andradina até o Posto Sertanejo em Paranápolis, pela Rodovia Marechal Rondon. O trajeto deve ser feito em aproximadamente 30 minutos. Para segurança dos participantes, a carreata terá apoio da Polícia Militar Rodoviária e da concessionária Via Rondon. De Andradina, a carreata segue até o trevo de acesso a Paranápolis e retorna ao Posto Sertanejo, onde toda estrutura estará montada para receber os fiéis.

A missa, celebrada pelo padre Sebastião Gonçalves, deve terminar pouco depois das 21 horas. Em seguida o padre vai fazer a bênção dos veículos, chaves e documentos. O padre Sebastião sempre destaca a importância de levar paz ao trânsito. “Devemos fazer uma oração antes de viajar”, lembra o padre Sebastião. Os participantes da carreata receberão um livreto com dados sobre a missa e os cuidados que o motorista deve ter ao fazer uma viagem.

PARTICIPAÇÃO
O empresário Adilson Geib, do Posto Sertanejo, há muitos anos é parceiro na realização da carreata. Ao final da celebração, sempre é feita a distribuição de brindes.

ANTÔNIO CRISPIM – ANDRADINA

você pode gostar também