Saúde recebe ônibus para passageiros com deficiência

A Prefeitura de Araçatuba fez a entrega nesta segunda-feira (17) de um microônibus próprio para passageiros com deficiência. O veículo custou ao município R$ 219 mil e será utilizado pela Secretaria de Saúde para transportar pacientes dentro da cidade. A cerimônia marcou o fim de uma ação judicial movida pela Defensoria Pública contra o município que durava desde 2014 e exigia a aquisição deste microônibus. A ação foi motivada, à época, pelo trabalho da então vereadora Edna Flor, que organizou um grupo de pessoas com deficiência para cobrar esse direito quando a Prefeitura não disponibilizava o serviço.

De acordo com o defensor público Félix Roberto Damas Júnior, a ação se justificou por que o transporte comum não daria conta de prestar o serviço adequado a passageiros deficientes. “Elas levaria às vezes quatro horas, seis horas entre a saída de casa, a realização do procedimento de saúde ou educação, e posterior retorno. Com esse serviço colocado à disposição nós temos um salto de qualidade, que é esse o objetivo”, disse Damas Júnior.

O defensor público defendeu que haja mais diálogo entre a justiça e o executivo. “As portas devem sempre estar abertas ao diálogo. A judicialização, infelizmente, é o último recurso. Às vezes resolve, outras vezes é traumático. O caminho do diálogo vai resolver diversos outros problemas e nós estaremos sempre à disposição”, destacou.

MELHORAR O TRANSPORTE

A secretária de Saúde Carmem Guariente disse que o setor de transporte de pacientes é uma das principais preocupações da secretaria. “A gente da Saúde pensa em assistência médica, pensa em remédio, mas um dos nossos grandes problemas é a locomoção. Não adianta a gente ter onde fazer o serviço se as pessoas não conseguem chegar dignamente, sem sofrimento. E isso também faz parte da Saúde”, disse.

De acordo com Carmem a secretaria pretende atender com veículos adaptados também as pessoas com deficiência que buscam atendimento médico fora da cidade. “Nós temos demandas de pessoas que vão para fora em outros serviços e também precisam se locomover. Com certeza também estaremos, sempre que houver a possibilidade, indicando veículos que atendam pessoas com deficiência”, afirmou.

CARRO PARA VACINAS

A Prefeitura também entregou um furgão para a Vigilância Epidemiológica próprio para o transporte de vacinas. Trata-se de um veículo que atende a normas específicas e faz parte do Programa Nacional de Imunização do Governo Federal. Ele integra a Rede de Frio, um processo de armazenagem, conservação, manipulação, distribuição e transporte de vacinas que deve ter condições adequadas de refrigeração desde o laboratório até o momento em que a vacina será aplicada. O investimento foi de R$ 73.750,00, recurso do Governo Federal.

“Qualquer situação em que há variação de temperatura na vacina ela é desprezada. A vacina que a gente tem na rede do SUS é uma vacina extremamente segura e esse veículo nos dá a condição para que ela seja segura em toda a rede. É um veículo exclusivo para isso. Na falta dele, às vezes a gente não tem carro suficiente e não tem toda essa segurança”, explicou a secretária.

LEILÃO

O prefeito Dilador disse que a Prefeitura está programando um leilão de sucata para veículos velhos e que toda a arrecadação será revertida em benefício das ambulâncias do município. “Tem veículo que não compensa mandar mais para a oficina”, disse. Ele afirmou que o município está com as ambulâncias sucateadas e que, muitas vezes, a equipe de mecânicos da Secretaria de Obras precisa concertar ambulâncias até de madrugada.

FERNANDO VERGA – Araçatuba

 

você pode gostar também