Professor condenado por abusar de aluna se entrega

Um professor de matemática de 47 anos, acusado de abusar de uma aluna particular de 12 anos, se entregou à polícia nesta segunda-feira (10). O caso aconteceu em maio de 2015, na casa da jovem, no bairro Jardim Icaraí, em Araçatuba.

O acusado chegou a ser preso em flagrante na época do crime, mas, por meio de recurso, foi solto pela Justiça para responder à Justiça em liberdade. Após ser condenado a 9 anos de prisão, ele estava foragido.

O homem se apresentou junto do advogado e foi encaminhado para a Cadeia de Penápolis. Até a tarde de ontem (11), ele permanecia na unidade prisional aguardando vaga para uma penitenciária.

O CASO

De acordo com informações do registro policial da época, era a terceira vez que a jovem tinha aulas particulares de matemática com o acusado.

Na primeira aula ele acariciou suas pernas, já na segunda aula ele tentou beijá-la. A jovem conseguiu se livrar do professor, esquivando de suas investidas.

O pai da vítima informou à Polícia Militar que, após as aulas, ela sempre apresentava comportamento estranho como ansiedade, nervosismo, temendo ter aulas com o professor. Esse comportamento da menina provocou a suspeita do pai, que instalou uma câmera próximo à mesa de estudos e conseguiu flagrar o professor acariciando a jovem e tentando beijá-la.

Depois de conseguir coletar as imagens, o pai da vítima foi até a mesa com seu celular nas mãos e gravou o momento em que o professor confessa ter dado um beijo na menina e ter “feito um carinho” na vítima.

O autor ainda tentou negociar com o pai da menina, dizendo que toparia dar aulas de graça a ela em troca de não ser denunciado.

A Polícia Militar foi chamada até a casa da vítima e deu voz de prisão em flagrante ao professor por estupro de vulnerável. Questionado, na época do crime, ele ainda informou aos policiais que possuía vídeos pornográficos em seu celular e seu computador, além de dois pen-drives. Todos os objetos foram apreendidos.

KAIO ESTEVES – Araçatuba

você pode gostar também