James é apresentado no Bayern, fica com a camisa 11 e projeta “vida nova”

Depois de meses de incerteza, James Rodríguez definiu seu destino já vestiu uma nova camisa: a do Bayern de Munique. O meia foi apresentado como reforço do time bávaro na manhã desta quarta-feira, horas depois de chegar à Alemanha no dia em que completa 26 anos. O colombiano realizou exames médicos e assinou o contrato até junho 2019, antes de conversar com jornalistas e ser apresentado em campo. O jogador mostrou-se ansioso para começar a trabalhar pela equipe, na qual vestirá a camisa 11.

– Estou muito feliz e esperando estar em um clube enorme e um grande time. Todos sabem que a grandeza do Bayern e o que o clube é. É uma nova cultura, um novo clube, uma nova vida. Mas estou realmente motivado, sonhando alto e esperando um grande sucesso aqui – disse James ao site oficial do clube.

James desembarcou em Munique no começo da manhã e rumou direto para uma clínica, onde realizou os exames médicos para poder assinar seu contrato, que será de empréstimo com opção de compra ao fim do vínculo. Apresentado oficialmente, o colombiano concedeu sua primeira entrevista coletiva como jogador do Bayern e minimizou o fato de não ter ficado com a camisa 10 – mesmo diante de um rumor de que o contrato com seu patrocinador o obrigaria a usar o número.

– A 10 já tem dono. Respeito muito isso. É uma pessoa que está aqui há muito tempo e temos que respeitá-lo. Com o número que seja, vou tentar fazer coisas boas como fiz nos últimos anos – disse James, referindo-se a Robben.

MEIA NÃO VÊ RETROCESSO NA CARREIRA

James iniciou o trabalho pela equipe nesta quarta, participando de seu primeiro treinamento com Carlo Ancelotti, seu comandante nos tempos de Real Madrid e peça fundamental para o êxito da negociação. O treinador rasgou elogios ao colombiano e apontou que, a princípio, usará o meia em sua posição original.

– Ele jogará na posição que preferir. Não tem problema para jogar em qualquer lugar. Pode jogar pela direita, centro e esquerda. Temos tempo para pensar. No ano passado jogamos com três meias, depois mudamos. A princípio, seguimos nesta linha de jogador com dois meias – disse o técnico.

James disse que está pronto para iniciar a disputa por uma posição dentro do elenco estrelado do Bayern. Perguntado se considerava a chegada ao clube alemão como um retrocesso na carreira – como Robben disse em 2009, quando deixou o Real e chegou a Munique -, o meia colombiano exaltou sua nova equipe.

– É um novo caminho, não é um passo atrás. É um caminho novo, e penso que posso fazer coisas boas aqui. Este é um clube que sempre ganha coisas importantes, sempre ganha ligas. É um novo sonho, um novo caminho, e espero fazer coisas importantes – avaliou o meia.

O meia chega ao futebol alemão três anos depois de ser contratado com muita badalação pelo Real Madrid, logo após a Copa do Mundo de 2014, na qual foi artilheiro e um dos destaques. Depois de uma boa temporada com Ancelotti, James perdeu espaço com a chegada de Zidane e acabou tornando-se um reserva de luxo. Sua saída do Santiago Bernabéu já era especulada há mais de um ano. O colombiano chega inicialmente por empréstimo ao gigante alemão, que terá a preferência de compra quando terminar o vínculo do jogador.

Da Redação

você pode gostar também