Araçatuba ganha entidade das entidades para ajudar o município

Ajudar o município com ações sociais nas áreas da cidadania, economia e política. Este é o objetivo de uma nova entidade que está sendo formada em Araçatuba. A iniciativa é do Conselho de Veneráveis e Ex-Veneráveis das lojas maçônicas de Araçatuba, que é um órgão que agrega os presidentes e ex-presidentes das lojas da cidade.

A ação já conta com apoio da 28ª Subseção da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) de Araçatuba; da Secção Regional da APM (Associação Paulista de Medicina) de Araçatuba; da Acia (Associação Comercial e Industrial de Araçatuba); da Regional de Araçatuba da APM (Associação Paulista de Medicina); do Siran (Sindicato Rural da Alta Noroeste); da Aean (Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Alta Noroeste); da Delegacia Sub-Regional de Araçatuba da Creci (Conselho Regional de Corretores de Imóveis e do escritório regional da Fiesp/Ciesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo/Centro das Industrias do Estado de São Paulo). Os clubes de serviço também estão sendo convidados.

A primeira reunião do grupo acontecerá hoje (12), às 20h, na sede da Aean, que fica na rua Antônio Pavan, 75, no bairro Icaray. A pauta será definir o nome da entidade que está sendo criada e também eleger sua primeira diretoria.

De acordo com o presidente do Conselho de Veneráveis e Ex-Veneráveis, Walter Ávila Aguiar, a iniciativa partiu da percepção de que Araçatuba precisa organizar sua sociedade civil para ajudar na promoção da cidadania por meio de uma participação polícia, social e econômica mais ativa.

“Queremos reunir homens e mulheres que não têm ligação ou pretensão política que queiram doar um pouco mais do seu tempo para ajudar ainda mais nossa cidade. Sabemos que cada uma destas entidades já faz um grande trabalho, mas entendemos que juntos poderemos mais. Poderemos ajudar em ações que vão desde sobre a importância do voto consciente quanto em estender a mão e também fazer pressão aos governos municipais, estadual e federal para realização de melhorias”, destaca Aguiar.

O presidente do Conselho ilustra que há 20 anos o município de Maringá (PR) iniciou uma ação igual a esta e na época tinha apenas um deputado; hoje ela tem oito deputados e um ministro.

“Há quatro anos, Presidente Prudente também está fazendo um trabalho igual, com grande repercussão na sociedade. Os municípios de Ribeirão Preto e Franca também já começaram os trabalhos neste sentido. Araçatuba pode e deve também estar unidade, até mesmo porque no futuro, as entidades de todos estes municípios poderão formar uma rede que terá grande força para impulsionar o desenvolvimento social por onde estiver representada”, acrescentou.

DA REDAÇÃO – Araçatuba

você pode gostar também