Venus vence duelo de geração contra Ostapenko e vai à semi em Wimbledon

A experiência venceu a juventude. A americana Venus Williams superou a letã Jelena Ostapenko, 13ª, por 2 sets a 0, parciais 6/3 e 7/5 e garantiu vaga na semifinal de Wimbledon após 1h13 de jogo nesta terça-feira.

Aos 37 anos, Venus tenta atingir a nona final de Wimbledon.  Foi a terceira vitória consecutiva da pentacampeã do torneio sobre uma tenista com 20 anos ou menos. Ela havia enfrentado a croata Ana Konjuh e a japonesa Naomi Osaka, ambas de 19 anos, nas rodadas anteriores.

É a décima vez na carreira que a tenista americana garantiu vaga na semifinal do torneio britânico. Ela se tornou a tenista mais velha dos últimos 23 anos a atingir tal fase na competição. Venus aguarda a vencedora do duelo entre a romena Simona Halep, 2ª, e a britânica Johanna Konta, 7ª, por vaga na decisão do torneio. O jogo de semi está programado para a quinta-feira.

A americana começou melhor na partida e logo conseguiu abrir vantagem, contando com os erros da adversária. Venus utilizou o saque no corpo para evitar que a campeã de Roland Garros, de 20 anos, pudesse agredi-la na devolução.

Com nova quebra logo no início da parcial, a ex-número 1 do mundo não conseguiu manter a vantagem e viu a promissora adversária fazer um bom game de devolução para empatar em 4/4 no 2º set. Mas a reação parou por aí. Ostapenko sofreu no saque novamente e viu Venus seguir rumo a vitória.

MURUGUZA AVANÇA E RETORNA AO TOP 10
A primeira tenista a garantir vaga na semifinal foi a espanhola Garbiñe Muguruza. Atual número 14 do mundo, a campeã de Roland Garros em 2015 derrotou a russa Svetlana Kuznetsova, 8ª da WTA, por 6/3 e 6/4 nas quartas de final em 1h15 de jogo. Com o resultado, Muguruza garantiu o retorno ao top 10.
Vice-campeã em Londres em 2015, a espanhola aguarda a vencedora do duelo entre a americana CoCo Vandeweghe e a eslovaca Magdalena Rybarikova, que estão em quadra.

Da Redação

você pode gostar também