Governo Federal divulga lista das maiores exportadoras da região

O Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, órgão do governo federal, divulgou o balanços das maiores empresas exportadoras do País, divididos por cidades e estados. A lista mostra as principais indústrias que venderam seus produtos para o exterior entre janeiro e junho deste ano. Em Araçatuba, a lista é bastante diversificada. Desde produtos alimentícios até mercadorias de couro foram exportadas para países da América do Norte, Europa, Ásia, entre outros continentes. A maior exportadora da região é a JBS, de Andradina, que figura em 235º lugar em um ranking com mais de 20 mil empresas exportadoras.

A balança comercial brasileira acumulou um superávit comercial recorde histórico de US$ 36,219 bilhões no primeiro semestre de 2017, valor 53,1% superior ao alcançado no mesmo período do ano passado, o que representa o melhor resultado de toda a série histórica, iniciada em 1989.

O cenário positivo é visto com bons olhos por especialistas que acreditam na recuperação econômica precoce do país.

Em Araçatuba, quem lidera a lista das maiores exportadoras é a Nestlé, a maior indústria da cidade. Segundo o relatório, a unidade exportou entre US$ 5 e US$ 10 milhões nos seis primeiros meses de 2017.

Ainda aparecem usinas de cana-de-açúcar da região, além de empresas de segmentos como o couro (Vancouros), com exportação de até US$ 1 milhão; artefatos de metais (Ataforma, US$ 1 milhão); indústria acrílica (Color Visão, até US$ 1 milhão) e automação de sistemas (Tecsoil, até US$ 1 milhão).

Em Birigui, a Sedecti (Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação) fez o levantamento por meio de seu Observatório de Inteligência Econômica.

Na relação da cidade, quem lidera é a Cargill Agrícola, seguido da Klin Produtos Infantis, ITB Equipamentos Eletrônicos, Pampili Produtos para Meninas Ltda. e Kidy Birigui Calçados LTda.

A JBS, de Andradina, figura entre as empresas que exportaram entre US$ 50 e US 100 milhões.

“Esse resultado fez com que o governo revesse a projeção do superávit comercial para 2017. A nova estimativa indica um superávit comercial de aproximadamente US$ 60 bilhões em 2017. Foram 20.494 (vinte mil quatrocentos e noventa e quatro) empresas que realizaram exportação no primeiro semestre de 2017”, falou o diretor de Desenvolvimento Industrial, Ciência, Tecnologia e Inovação da pasta, Marco Aurélio Barbosa de Souza, um dos idealizadores do projeto Observatório de Inteligência Econômica.

KAIO ESTEVES – Araçatuba

você pode gostar também