Praça Rui Barbosa recebe busto em homenagem a índios Kaingang

A Prefeitura de Araçatuba inaugurará no próximo dia 8, sábado, às 11h, um busto em homenagem a um dos povos indígenas mais numerosos do Brasil, os Kaingang. A obra de arte já está instalada na Praça Rui Barbosa, no Centro da cidade, e foi produzida pelo artista plástico Mário Bueno. A inauguração contará com a participação dos indígenas da Aldeia Icatu, reserva localizada no município de Braúna.

O trabalho é resultado do Concurso de Apoio a Projetos de Valorização e Preservação da Memória, promovido pela Secretaria Municipal de Cultura em 2016. O objetivo da competição foi selecionar projetos que se relacionem com fatos históricos de Araçatuba e o artista foi contemplado na categoria de escultura. Bueno explica que fez pesquisa de campo, em acervos de museus e também na internet para elaborar sua ideia. “A intenção desse trabalho foi homenagear os Índios Caingangues, que eram os moradores originais da região por ocasião da chegada da ferrovia. Ao mesmo tempo, resgato a memória da cidade colocando diversos elementos ferroviários na obra, uma vez que a cidade teve sua origem justamente com a chegada do traçado ferroviário”, explica o artista.

A escultura é composta de duas partes: busto e pedestal. O busto foi confeccionado em cimento e ornamentado com cravos ferroviários. No pedestal foram utilizados cravos, parafusos e dormentes ferroviários. De acordo com o autor da obra, cada elemento tem uma simbologia que proporciona uma interpretação abrangente e subjetiva. “Os dormentes, por exemplo, que foram colocados em pé, simbolizam os prédios que deram lugar às árvores, florestas e matas existentes no local. As referências são as mais diversas possíveis. O cimento deu lugar à terra, por isso a escolha desse material para a confecção do busto”, explica.

A obra inteira, pedestal e busto, tem altura aproximada de 2,30 metros; o busto tem o tamanho natural de uma pessoa e pesa cerca de 100 quilos. “Realizar esse trabalho foi muito gratificante por vários motivos: primeiro pelo tema do concurso, que trata da memória de Araçatuba. Em segundo lugar, pela liberdade artística que tive para executar o trabalho. Também foi um privilégio muito grande saber que a obra iria ser instalada na praça mais importante da cidade e, talvez, da região, ou seja, a praça Rui Barbosa”, destaca Mário.

PASSADO VIOLENTO

Mário reforça que o principal motivo da homenagem se deve à grande violência que eles sofreram em virtude da chegada da ferrovia e do homem branco à região. “Por isso a obra traz essa relação entre a ferrovia e o índio”, reforça. Ele diz que não se preocupou em representar um índio real, mas usou de subjetividade para simbolizar a nação toda. A obra foi produzida com o apoio da Prefeitura de Araçatuba e com recursos do Fundo Municipal de Apoio à Cultura.

Antes da chegada da estrada de ferro, que data também o início de Araçatuba, em 1908, a região era habitada por kaingangs, cujos membros foram quase extintos em virtude dos confrontos com colonizadores. Portanto, a cidade foi estabelecida mediante a expulsão dos índios e após diversos assassinatos em massa. “Portanto, os elementos utilizados na elaboração da escultura (busto indígena assentado sobre dormentes em pé) visam criar uma simbologia que representa a relação da ferrovia, os índios e o surgimento da cidade na forma de seus edifícios”, finaliza Bueno.

O ARTISTA

Mário Bueno tem 45 anos e é artista plástico, fotógrafo e escritor. Possui graduação em Direito e pós-graduação em Artes Visuais. Foi premiado em diversos concursos: 3º lugar na categoria regional do Concurso de Contos Cidade de Araçatuba (2016); em 1º colocado na etapa regional do Mapa Cultural Paulista, na categoria artes visuais – fotografia (2015); 1º colocado na categoria regional do Concurso de Contos Cidade de Araçatuba (2015); 3º colocado na categoria regional do Concurso Internacional de Contos Cidade de Araçatuba (2014); Troféu “Odette Costa”, na categoria artes visuais, pelo destaque cultural em Araçatuba, no ano de 2011; 2º colocado na etapa regional do Mapa Cultural Paulista, na categoria artes visuais – pintura (2011); 1º colocado no Concurso de Fotografia Cartão Postal de Araçatuba (2011); 3º colocado na categoria regional do Concurso Internacional de Contos Cidade de Araçatuba (2011) e 3º colocado no Concurso de Esculturas “Célio, seu violino e sua praça”, promovido pela Secretaria de Cultura de Araçatuba (2010).

FERNANDO VERGA – Araçatuba

você pode gostar também