Dana admite “erros” com Cyborg no UFC: “Mínimo era dar a luta pelo título”

Com duas lutas no Ultimate em peso casado, Cris Cyborg terá finalmente sua chance de entrar no octógono em sua categoria de origem, onde inclusive foi campeã no Invicta FC, e disputando o cinturão dos pesos-penas, no UFC 214. Porém, o caminho que a brasileira seguiu até a chance de conquistar o título da organização foi cercado por polêmicas, desilusões e muitos obstáculos. O último foi a mudança de adversária no confronto mais importante da carreira, já que Megan Anderson alegou problemas pessoais e precisou ser substituída pela peso-galo Tonya Evinger.

Presidente do UFC, Dana White reconhece que muitos desses obstáculos que Cris Cyborg teve de enfrentar foram frutos de erros da própria companhia e, por isso, admite que a brasileira é merecida para a disputa do cinturão dos pesos-penas.

– Nós assinamos com a Cyborg, assumimos um compromisso com ela, mas nem tudo tem sido fácil ou divertido como em outras categorias. Mas nós assumimos um compromisso com ela. Ela teve uma caminhada dura até o UFC, não está empolgada com as coisas que têm sido feitas e, pra ser honesto, cometemos alguns erros com a Cyborg. Então, o mínimo que podemos fazer é juntar tudo e dar a Cyborg a chance de lutar pelo título – afirmou Dana White ao site “MMA Junkie”.

O presidente do UFC ainda externou seu descontentamento com a holandesa Germaine de Randamie, que conquistou o título dos pesos-penas em fevereiro de 2017, ao vencer Holly Holm, mas teve o cinturão retirado pela organização por se negar a enfrentar Cris Cyborg. Dana White ainda aproveitou para elogiar a nova rival da brasileira, Tonya Evinger, que topou o desafio, mesmo com pouco tempo de preparação e contra uma adversária de uma divisão acima da sua.

– Vamos deixar uma coisa bem clara: quando você entrar nessa divisão, você sabe quem vai lutar. Basicamente, Cyborg é dona dessa divisão. O lutador que for para os pesos-penas feminino e for disputar o cinturão vai enfrentar a Cyborg. Agora, a Megan Anderson teve alguns problemas pessoais e não pode lutar. E Tonya Evinger é uma garota que tem estado entre as melhores por muito tempo. Ela é dura, corajosa, e estou procurando por lutadores assim. Quero uma mulher que suba lá e encare a Cyborg. Eu acredito que Tonya Evinger é essa mulher, vamos ver – concluiu Dana White.

Da Redação

você pode gostar também