Pabllo Vittar ganha matéria especial na Billboard norte-americana

Depois que o Major Lazer lançou a faixa “Sua Cara” e carregou Pabllo Vittar e Anitta para o deserto do Marrocos para a gravação do videoclipe da faixa, a drag queen chamou a atenção internacional. Nesta sexta-feira (30), O site de uma das maiores revistas de música do mundo focou na brasileira, fazendo uma matéria convidando a todos para conhecer a nossa artista e a chamando de a “drag queen favorita do Major Lazer”.

“Em 2017, não houve competição: a ousada canção pop ‘Todo Dia’, uma colaboração da drag queen Pabllo Vittar e Rico Dalasam, foi ouvida em todo o lugar”, diz a matéria. “Assim como os americanos escolhem sua música do verão, os brasileiros escolhem seu hit de Carnaval – geralmente uma música pegajosa com uma boa coreografia, cantada por todos durante o feriado mais colorido do país (…). O sucesso de Pabllo chamou a atenção de Diplo e Major Lazer que a convidaram para a música ‘Sua Cara’, com a estrela pop brasileira Anitta, e que é parte do EP do grupo ‘Know No Better’, lançado no dia 1º de junho”, continua o jornalista.

A Billboard traz ainda um dado que a gente aqui no Brasil já sabe desde o lançamento do novo projeto do trio de EDM: “‘Sua Cara’ é a segunda música mais popular do EP no Youtube e Spotify, perdendo apenas para o single oficial ‘Know No Better’, colaboração com Camila Cabello, Travis Scott e Quavo”.

A revista ainda destaca o sucesso do álbum “Vai Passar Mal” e Pabllo conta para os americanos um pouco da sua trajetória. “No meu aniversário de 18 anos eu comecei a minha transformação drag de verdade. Foi divertido no início, eu brincava de me vestir. Eu nunca imaginei gravar um álbum com músicas próprias. [Rodrigo] Gorky (Bonde do Rolê) abraçou as minhas ideias e trouxe a minha personalidade para o álbum”, continua o texto lembrando da diversidade musical do projeto e que todas as 10 canções passaram de 1 milhão de streamings no Spotify.

“A arte drag está crescendo. Temos drags em propagandas, programas de TV, novelas, cinema. Agora as pessoas tem mais acesso às informações sobre o mundo drag e menos preconceito. Eu recebo muitas mensagens. A comunidade está mudando a imagem que existia das drag queens, que tudo o que fazemos é festejar. A gente ajuda causas. Elas [as mensagens] me dizem que eu os inspiro, mas sei que eles me inspiram. Eu abandonei a escola para perseguir esse sonho. Nós não temos tempo a perder, temos que fazer esse declaração e pedir nossos direitos e respeito”, disse Pabllo para a Billboard.

Da Redação

você pode gostar também