Lins quer estimular a pecuária leiteira

O Escritório de Desenvolvimento Rural (EDR), de Lins, órgão ligado à Coordenadoria de Assistência Técnica Inetegral (Cati), da Secretaria de Estado da Agricultua e Abastecimento, está distribuindo um questionário com 50 perguntas. O questionário está sendo distribuído a cerca de 500 produtores de leite da área de abrangência do EDR. A ação faz parte do projeto Mais Leite, Mais Renda, que visa estimular o crescimento da pecuária leiteira da região.

Durante muito tempo Lins foi considerada a segunda maior bacia leiteira do estado. Porém, Lins perdeu a posição nas últimas décadas.

Entre as décadas de 60 e 70, a Cooperativa Linense reunia cerca de 50 produtores de toda a região e recebia em torno de 40 mil litros de leite por dia, um número bastante expressivo.

Hoje, a produção das 13 cidades da EDR está estimada em 36 milhões de litros por ano.
APOIO OFICIAL

A Secretaria da Agricultura deve lançar um programa de incentino à produção de leite no Estado, que é importador. O projeto vai ser desenvolvido em três cidades: Lins, Itapetininga e Valparaíso. Os municípios são referência no estado em relação a bacia leiteira e produtividade.

Da Redação

você pode gostar também