De garçom a definidor: cruzeirense Robinho chega ao gol de número 100 na carreira

O empate por 3 a 3 entre Cruzeiro e Palmeiras, pelas quartas de final da Copa do Brasil, representou um feito expressivo na carreira de Robinho. O armador fez o segundo gol do time celeste no jogo dessa quarta-feira, em São Paulo, e chegou ao 100º como profissional. A marca também evidenciou a inversão das principais características do camisa 19 nesta temporada: da função de garçom, passou a ser um definidor de jogadas.

Dos 100 gols de Robinho, 15 foram com a camisa do Cruzeiro – sendo dois em amistoso contra Brasília. Na segunda temporada na Toca da Raposa II, ele contabiliza oito gols em 18 partidas, com média de 0,44. Em compensação, não deu nenhuma assistência.

Em 2016, a expressividade de Robinho foi maior no número de passes. Ele serviu aos companheiros 11 vezes e marcou sete gols em 30 apresentações. O paranaense está no clube mineiro há um ano e três meses.

Os números de Robinho poderiam ser melhores em 2017. No entanto, uma lesão grau três na coxa direita o afastou dos gramados por mais de dois meses. Ao todo, foram 17 partidas de ausência.

Profissional desde 2005, Robinho teve a maior fase artilheira pelo Mogi Mirim: 26 gols em 63 confrontos. No Cruzeiro, o atleta de 29 anos já superou, com menos atuações, as marcas de gols das passagens por Santos, Avaí e Palmeiras. Agora, ele está próximo de igualar o retrospecto da época de Coritiba, clube pelo qual tem mais jogos na carreira – entrou em campo 127 vezes e fez 18 gols.

Os 100 gols de Robinho foram marcados em 512 jogos. Veja, abaixo, a lista por cada clube:

Varginha-MG – 38 jogos e 10 gols
Mogi Mirim-SP – 63 jogos e 26 gols
Santos – 60 jogos e 6 gols
Avaí – 101 jogos e 14 gols
Coritiba – 127 jogos e 18 gols
Palmeiras – 75 jogos e 11 gols
Cruzeiro – 48 jogos e 15 gols

Da Redação

você pode gostar também