Estande coletivo de Birigui na Francal terá 10 empresas

A 49ª Francal – Feira Internacional da Moda em Calçados e Acessórios – é a principal vitrine de lançamentos das coleções de verão para a indústria e o varejo de calçados, bolsas e acessórios. O evento representa o início da temporada de negócios mais rentável do ano para o setor e acontece no Expo Center Norte, de 2 a 5 de julho, reunindo as principais marcas do país.

Birigui, maior produtor de calçados do Estado de São Paulo e conhecida por ser um polo calçadista infantil, participará com um estande coletivo, onde estarão 10 empresas: Beakid, D’Karine, Flib, Grugui, Meli, Monge, Pequito / Aline, Pinokio, Pitcho’s e Stylo Perfeito. Os empreendedores participam com o apoio do Sindicato das Indústrias do Calçado e Vestuário de Birigui (Sinbi) e Prefeitura de Birigui, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti). O espaço tem 264m² e está localizado na Rua F, n°96/100. As empresas Kidy, Klin, La Femme, Marys Calçados, Pampili, Pé com Pé, World Colors e Zapplin participarão em estandes individuais.

VISÃO
As grandes feiras sempre representam oportunidades, principalmente para quem busca expandir os negócios internacionais. “Driblar as incertezas não é tarefa fácil para nenhum empreendedor brasileiro, mas precisamos nos reinventar. Feiras como a Francal trazem a oportunidade de atualização sobre as principais tendências e tecnologias do momento no setor, além de aumentar e fortalecer a visibilidade da marca perante nossos clientes. Quem não participa já começa o segundo semestre com pontos a menos, principalmente se a empresa vislumbra mercado externo”, acredita Carlos Mestriner, presidente do Sinbi.

Nelson Giardino, secretário de Desenvolvimento Econômico Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), considera a feira a mais importante do país e acredita que o evento é um espaço para ampliar o mercado das fábricas de Birigui. “A feira é oportuna para conquistar novos clientes, conversar com os lojistas. Essa sinergia é fundamental para nosso parque industrial colocar os produtos em novos mercados e atingir o objetivo desse trabalho de incentivar para melhorar as vendas, os negócios e assim avançar na empregabilidade. Dessa maneira a cidade prospera, com uma indústria forte atinge todos os outros segmentos”, explica o secretário.

Na participação de 2016, com 13 empresas, as vendas biriguienses para o mercado interno somaram R$ 2.930.346,21, enquanto as exportações foram de R$ 356.001,54.

Da Redação

você pode gostar também