Araçatuba participa de evento estadual para discutir questões étnicos-raciais

A Prefeitura de Araçatuba participou, na última sexta-feira (23), do workshop realizado em São Paulo para representantes de coordenações e conselhos municipais para divulgar “as especificidades das Coordenações e Conselhos nos trabalhos com as questões étnicos-raciais”. O evento foi promovido pela Coordenação de Políticas para a População Negra e Indígena (CPPNI), órgão da Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania e aconteceu no auditório do Espaço da Cidadania “André Franco Montoro”, na sede da Pasta.

A Prefeitura de Araçatuba participou, na última sexta-feira (23), do workshop realizado em São Paulo para representantes de coordenações e conselhos municipais para divulgar “as especificidades das Coordenações e Conselhos nos trabalhos com as questões étnicos-raciais”.

O evento foi promovido pela Coordenação de Políticas para a População Negra e Indígena (CPPNI), órgão da Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania e aconteceu no auditório do Espaço da Cidadania “André Franco Montoro”, na sede da Pasta.

Araçatuba foi representada pelo diretor de Afirmação de Direitos, Carlos Roberto Guimarães Valencio e pela coordenadora da Diversidade Sexual da Secretaria Municipal de Assistência Social e Participação Cidadã e pelo presidente do Conselho Municipal de Promoção de Igualdade Racial de Araçatuba, Fernando Ferreira do Nascimento.

O evento propiciou o levantamento de demandas, a troca de experiências e o debate entre os presidentes e conselheiros dos Conselhos de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra e os gestores das  Assessorias e Coordenadorias de Igualdade Racial do Estado de São Paulo.Foram expostos problemas e dificuldades vivenciadas cotidianamente, tanto no gerenciamento dos órgãos públicos, como nos encaminhamentos dos casos e abordados temas como as atribuições dos Conselhos e das Coordenações; denúncias de Discriminação Racial; convênios São Paulo Contra o Racismo; editais e Fundo Municipal de Igualdade Racial.

O secretário de Estado da Justiça e da Defesa da Cidadania, Márcio Fernando Elias Rosa, presidiu a abertura dos trabalhos e falou da necessidade de cultivar a fé, a confiança e, principalmente, o trabalho para que o País volte a ter dias melhores.

“É imprescindível trabalhar com coerência entre o discurso e a ação; defender e praticar a ética e a tolerância. Mais do que o desejo de que o futuro seja melhor, é fazer com que de fato o dia seguinte seja um dia melhor.”Durante sua explanação, abordou a relevância do Estado Democrático de Direito e importância de “homens e mulheres honrados que não fazem da função pública mercancia e que não se alimentam da corrupção”.

DA REDAÇÃO ARAÇATUBA

você pode gostar também