Acusado de assassinar avós de ex-namorada morre em confronto com a PM

Depois do assassinato dos idosos Naide Carrilho Dias de 62 anos e José Rodrigues Dias de 66 anos, na noite de quarta-feira (21), a Polícia Militar e o SIG (Setor de Investigações Gerais), da Polícia Ciuvil deflagraram uma operação conjunta com o intuito de prender o suspeito do duplo homicídio, Alex Martins Teixeira de 29 anos, ex-namorado da neta das vítimas. O crime ocorreu na Rua Maria Moreira de Queiroz, 1649, no bairro Santa Rita em Três Lagoas, na residência do casal. Alex estava escondido em uma fazenda e morreu em confronto com os policiais.

Durante as diligências, a Agência Local de Inteligência da PM recebeu várias denúncias, entre elas, a de que o responsável pela morte do casal estaria escondido na residência de sua irmã e que teria recebido ajuda de H.L.G de 33 anos.

Na quinta-feira (22), volta das 11 horas, às equipes apurando as denúncias, constataram que a irmã de Teixeira, residia no assentamento conhecido como Pontal do Faia. Em contato com a irmã do acusado, ela demonstrou nervosismo e omitiu o fato de Teixeira estar na residência.

Os policiais realizaram busca em torno do sítio e a poucos metros da sede, encontraram com o irmão de Teixeira que também negou ter conhecimento de seu paradeiro.

Em outro ponto da propriedade rural, foi localizado M.P.S de 69 anos, cunhado do suspeito. Ele revelou aos policiais que Teixeira chegou ao sítio por volta das 21h31 do dia anterior. Disse que presenciou H.L.G chegando no local em uma motocicleta com o cunhado na garupa. Que instantes antes da chegada dos policiais, o rapaz havia adentrado no matagal que fica em torno da residência.

Segundo a polícia, foram realizaram diversas buscas em uma plantação de eucaliptos, contudo sem êxito em localizar o suspeito. Devido à informação de que H.L.G ajudou a fuga do suspeito, as equipes policiais conduziram as três pessoas que se encontravam na propriedade para a Delegacia de Polícia Civil para apresentarem suas versões acerca do ocorrido e também solicitar apoio de outras viaturas para continuarem com as diligências.

Na residência, ficaram dois policiais aguardando a chegada do reforço. Enquanto aguardavam no sítio, um militar foi surpreendido pelo acusado, dentro da cozinha da residência. Teixeira apontou um revólver em direção ao policial e efetuou vários disparos, contudo a arma falhou por algumas vezes. O militar sacou sua arma e revidou, alvejando o acusado uma vez. Mesmo caído ao solo ferido, Texeira conseguiu disparar mais uma vez, passando o projétil próximo à cabeça do policial. Ele fez outro disparo, que acertou Alex.

O policial que se encontrava no lado externo da residência, próximo à porteira aguardando a viatura, ouviu os disparos e correu para o interior da residência. Ao entrar no imóvel, o militar encontrou o acusado ferido. Em seguida, eles prestaram socorro a Teixeira, levando o ferido ao Hospital Auxiliadora para receber atendimento médico. Ainda na BR 158, os policiais entraram em contato com o COPOM informando a respeito do ocorrido e solicitando que mantivesse contato com o hospital para informar a equipe médica sobre a chegada de um ferido.

Ao chegarem no pronto socorro a equipe médica atendeu Teixeira, entretanto minutos após, ele não resistiu aos ferimentos e morreu.

A equipe policial deslocou até a delegacia para registrar o ocorrido. A equipe do SIG prendeu duas pessoas envolvidas no crime, sendo Y.G.P.M e H.L.G. A arma utilizada por Teixeira para atirar no policial foi apreendida, e em seu tambor havia quatro munições que não deflagraram e a cápsula da qual efetivou um disparo. (Hoje Mais Três Lagoas)

Da Redação

 

você pode gostar também