Em negociação com a Arauco, Eldorado apresenta bandeira do Chile

Uma semana após a J&F, holding dos irmãos Joesley e Wesley Batista, dona da Eldorado Brasil, confirmar a assinatura de confidencialidade com a empresa chilena Arauco para negócio envolvendo a Eldorado Brasil, a bandeira chilena foi fotografa da sede da empresa em Três Lagoas. A Arauco saiu na frente das concorrentes, a Fibria e a Suzano. A expectativa é que o negócio pode ser anunciado oficialmente até o fim de semana. Mas o fato da bandeira chilena tremular na empresa brasileira chamou a atenção de quem passava pelo local.

” A J&F Investimentos confirma a assinatura de acordo de confidencialidade com Arauco para análise de eventual transação envolvendo a Eldorado Brasil Celulose S.A.”, diz a nota da J&F encaminhada à imprensa na semana passada.

Antes, a Arauco já tinha comunicado a assinatura do acordo de confidencialidade. A informação é de que a empresa teria feito oferta superior a R$ 11 bilhões, incluindo dívida, para comprar a Eldorado.

VENDA

Desde que os irmãos Joesley e Wesley Batista fizeram delação premiada resultado no afastamento do senador Aécio Neves e prisão de quatro pessoas, incluindo ex-assessor do presidente Michel Temer, a holding passou a avaliar a possibilidade de vender ativos. A Eldorado, citada em outros escândalos apurados pela Polícia Federal, foi uma das primeiras empresas citadas para venda.

TRÊS LAGOAS

A sociedade de Três Lagoas vê com otimismo a possibilidade de venda da empresa, pois isso pode representar a retomada do projeto de ampliação da unidade, o que significa mais milhares de empregos para o município.

DA REDAÇÃO – Três Lagoas

você pode gostar também