Um ano de Tite à frente da Seleção Brasileira

Um ano após iniciarem o trabalho à frente da Seleção Brasileira, Tite e sua comissão técnica exibem números que chamam a atenção. Um deles, por exemplo, já é um recorde: oito vitórias seguidas em Eliminatórias de Copa do Mundo. O dono da marca anteriormente era João Saldanha, que conseguiu cinco em 1969.

Ao lado de Edu Gaspar, Cléber Xavier e Matheus Bachi, o técnico assumiu o comando da Seleção em 20 de junho de 2017. De lá para cá foram seis convocações, sendo uma delas apenas com jogadores que atuam no Brasil. No total, 55 atletas diferentes foram chamados pela comissão técnica.

Em campo, foram disputados 11 jogos – os oito das Eliminatórias e mais três amistosos. Tite e sua comissão técnica conquistaram 10 vitórias e sofreram apenas uma derrota. Nada de empates até aqui. Com 29 gols marcardos, a Seleção atingiu uma média de 2,63 gols por jogo, tendo sofrido apenas três neste um ano.

Para a disputa destes 11 jogos, a Seleção Brasileira esteve reunida por um total de 50 dias. A comissão técnica pôde comandar 32 treinos durante este período, entre atividades com bola e físicos.

Mas engana-se quem pensa que o trabalho da comissão técnica se restringe ao campo. Quando não estão concentrados, Tite e seus auxiliares já assistiram ‘in loco’ a 104 jogos em solo brasileiro e outros 54 no exterior. Além disso, acompanharam 48 sessões de treinamentos de equipes do país e também de fora.

Uma novidade apresentada por essa comissão técnica é a atenção dada aos jogadores que atuam na China. Foram 16 dias de treinos antecipados para o trio formado por Renato Augusto, Gil e Paulinho, além de duas visitas de membros da comissão técnica ao país, em julho de 2016 e abril de 2017.

Já com relação à Rússia, país que receberá a Copa do Mundo de 2018, o planejamento começou antes mesmo da vaga no Mundial assegurada e seguiu depois da confirmação. Neste um ano, ao todo foram 19 dias de análises e vistorias, divididas em duas viagens.

Números de Tite e sua comissão técnica

Da Redação

você pode gostar também