Bebê morre após sofrer parada cardiorrespiratória em escola particular sem alvará de funcionamento

Uma bebê de sete meses, identificada como Lívia Ribeiro Reis, morreu ontem à tarde (19) depois de sofrer uma parada cardiorrespiratória em uma escolinha particular de Araçatuba.

Segundo informações apuradas pelo jornal O LIBERAL, a criança foi encontrada por funcionários da escola com parada cardiorrespiratória uma hora após ter sido amamentada. A causa da morte ainda será investigada.

A escola onde aconteceu o caso fica no bairro Jardim Nova Iorque. A criança chegou a ser socorrida por uma unidade do Resgate do Corpo de Bombeiros e levada para a Santa Casa de Araçatuba, onde foi internada. O óbito foi confirmado às 13h49, segundo a assessoria de imprensa do hospital.

A reportagem esteve no local, mas os funcionários da escola se recusaram em passar informações sobre o caso e disseram que somente a proprietária poderia falar sobre a unidade. Ela não estava no local e nem atendeu aos telefonemas feitos pelo jornal durante toda a tarde de ontem.

Uma reunião de emergência foi convocada pela diretoria da escola com os pais dos alunos ontem à noite.

SEM ALVARÁ DE FUNCIONAMENTO

Questionada pelo jornal, a prefeitura confirmou que a escolinha não tem alvará de funcionamento e que está irregular.

“O estabelecimento tem cadastro imobiliário no município, mas não tem alvará de funcionamento, que foi solicitado, mas não foi emitido, pois recebeu notificação, em 2 de junho de 2016, exigindo adaptação de sanitário e consequente solicitação para nova vistoria, o que também não aconteceu”, informou o órgão.

O Executivo disse, ainda, que lamenta o ocorrido e que irá apurar as providências cabíveis ao município.

O corpo da bebê foi encaminhado durante a tarde para o IML (Instituto Médico Legal) de Araçatuba, onde passou por exame necroscópico e depois foi liberado para a família fazer o velório e enterro da criança.

A reportagem apurou que o pai da criança estava trabalhando fora da cidade. A mãe foi quem acompanhou a situação no hospital, além da responsável pela escola. O caso seria registrado na Polícia Civil e um inquérito será aberto para apurar o caso.

OUTRO CASO

Na semana passada, um outro caso de morte de bebê aconteceu em Araçatuba após a amamentação.

O pequeno Willian Henrique Spinola, de três meses, morreu no bairro Jardim Aeroporto após amamentar a criança e colocá-la para dormir. Quando a mãe retornou, cerca de uma hora depois, a criança, do sexo masculino, estava roxa e desacordada.

A mulher pediu ajuda a um vizinho, que levou até o pronto-socorro, mas a criança não resistiu. A polícia também está apurando o caso.

KAIO ESTEVES – Araçatuba

você pode gostar também