Grammy Awards anuncia mudanças na votação e regra para “Álbum do Ano”

O Grammy Awards está se modernizando. A organização da maior premiação da música mundial anunciou mudanças nesta quarta-feira (14).

A primeira será na forma de votação. Todos os 13 mil membros The Recording Academy votarão agora de forma online. O período para a escolha de singles e álbuns acontecerá no outono norte-americano. Para o Grammy do ano que vem, concorrem faixas e discos lançados entre 1º de outubro de 2016 e setembro de 2017.

Para o vice-presidente da premiação, a ideia é atrair os votos dos mais jovens registrados na Academia. “É algo que a queria há muito tempo, muito conversado e muito investigado”, disse Bill Freimuth após experimentar a mudança no Latin Grammys este ano.

Já a outra mudança diz respeito na categoria mais importante, “Álbum do Ano”. Compositores dos discos indicados serão agora incluídos na descrição do prêmio, antes reservado apenas para os artistas, produtores e engenheiros. No entanto, todos os envolvidos dos álbuns, para concorrerem, precisam ter participação mínima de 33% do projeto. “Se a regra tivesse sido implantada este ano, Bruno Mars e Ryan Tedder não teriam ganhado Grammys pela produção do álbum ’25’, da Adele, por exemplo”, revela Bill.

O Grammy de 2018 será realizado em Nova York no dia 28 de janeiro. Os indicados serão revelados no dia 28 de novembro deste ano.

Da Redação

você pode gostar também