Secretaria faz café da manhã de abertura da Pré-Conferência 2017

Na manhã desta sexta-feira (09), o prefeito Dilador Borges participou da abertura da 1ª Pré-Conferência Municipal da Secretaria de Assistência Social, voltada aos idosos, que contou ainda com a presença do presidente do Conselho Municipal de Assistência Social (Comas) Thiago Mendes, da secretária da Assistência Social Maria Cristina e representantes do CCI (Centro de Convivência do Idoso).

O evento foi na sede do CCI e teve um café da manhã muito especial para receber os idosos e as autoridades. A pré-conferência serve para ouvir as entidades e saber se estão ou não satisfeitas com os serviços que são realizados pela prefeitura. “É importante ouvir os usuários e perceber onde estamos errando e acertando”, ressaltou Thiago Mendes.

A secretária da Assistência Social Maria Cristina agradeceu todos os presentes e disse que sem eles nada seria feito. “Nós damos valor às pessoas que um dia cuidaram de nós. Cada um aqui é diferente do outro, mas para nós todos têm a mesma importância”, pontuou Maria Cristina.

O senhor Cícero Sebastião dos Santos se declarou apaixonado pela cidade Araçatuba. Ele que veio de Alagoas, frequenta o centro há algum tempo e pediu para o prefeito Dilador Borges sempre que puder ir fazer a visita para eles. “Obrigado pela visita prefeito, volte sempre. O senhor é muito querido por aqui”, concluiu Cícero.

O prefeito Dilador, que foi recepcionado com aplausos, ficou muito feliz e agradecido e se disse feliz por participar da pré-conferência. “Parabéns a toda equipe, que não mede esforços para cuidar do lar e dos idosos; buscamos por dias melhores”, disse ele.

Para completar, o prefeito anunciou que busca trazer mais dois Centros de Convivência do Idoso para Araçatuba com o intuito de acomodar mais os idosos que usam o Centro. “É bom viver em festa e em harmonia, fazemos de coração e alma”, finalizou o prefeito Dilador Borges.

CCI
O CCI (Centro de Convivência do Idoso) é um espaço de atendimento e convivência social, e visa a melhoria das relações sociais e afetivas do idoso, sua saúde e sua autoestima, melhorando, assim, sua qualidade de vida, por meio de assistência médica e psicológica, além de atividades complementares como dança, artesanato e educação física.

Da Redação

você pode gostar também