Mecânico encontra droga em carro comprado em leilão

O Fiat Pálio com placas de Amambai (MS), comprado por um mecânico de Araçatuba e que estava recheado com droga, foi leiloado de forma irregular. O caso aconteceu na quinta-feira à tarde (8), quando o mecânico desmontou o veículo comprado como sucata em um leilão de Presidente Prudente e encontrou 10 tabletes de crack e dois de cocaína, totalizando 12 quilos de drogas no veículo. Os tabletes estavam escondidos atrás do para-choque dianteiro, em um compartimento secreto. O homem chamou a PM em seguida, que fez a apreensão e levou o caso até a Polícia Civil de Araçatuba. De acordo com o delegado Alexandre Luengo, de Dracena, o carro não deveria ter sido leiloado. Ele explicou que provavelmente houve um erro do pátio responsável em liberar o veículo para ser vendido.

Isso porque o carro que estava com as drogas foi apreendido pela Polícia Rodoviária de Dracena, na rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-294), em agosto de 2014, com 18,2 quilos de cocaína e 4,1 quilos de crack.

“O inquérito dessa apreensão foi concluído dois dias após a ocorrência e enviado ao Fórum. O veículo não deveria ter sido leiloado porque estava aguardando a liberação da justiça para a destinação dele”, explicou o delegado. Segundo Luengo, provavelmente a droga encontrada fazia parte do carregamento apreendido em 2014. O delegado acredita que os PMs que atenderam a ocorrência na época não encontraram o outro fundo falso que existia no carro.

PROVIDÊNCIAS

A polícia soube da ocorrência por meio da reportagem, já que os documentos sobre a ocorrência da Polícia Civil de Araçatuba seriam enviados e provavelmente visualizados pela polícia dracenense no começo da próxima semana. Assim, foi possível adiantar as providências sobre a venda do veículo. Agora, dois ofícios serão encaminhados pela polícia, ao pátio responsável e ao leiloeiro pedindo informações sobre como o carro foi parar em um leilão e vendido como sucata. Um pedido de incineração da droga também será enviado para a justiça.

“Nós enviamos a relação de veículos que não podem ser leiloados ao pátio e este veículo estava na lista. Ele deveria estar no pátio. Vamos questioná-los sobre isso”, encerrou o delegado.

KAIO ESTEVES – Araçatuba

 

você pode gostar também