Investigação sobre assédio sexual envolvendo vereador é encaminhada à Seccional de Andradina

O delegado da Polícia Civil de Castilho, doutor Carlos Sérgio Falsiroli, informou nesta quarta-feira (7) que o caso envolvendo o vereador Wagner de Souza Oliveira, conhecido como Waguinho, foi encaminhado à Delegacia Seccional de Polícia de Andradina. De acordo com o delegado, a denunciante Milena Caetano já prestou depoimento e confirmou sua versão da história. Ela, que foi aluna de Waguinho na autoescola onde ele trabalha, acusa o vereador de assédio sexual cometido durante as aulas de carro.

O assunto do assédio viralizou nas redes sociais no início de maio após a vítima publicar uma gravação feita por ela em que o vereador diz obscenidades e propostas sexuais durante uma aula de baliza. De acordo com nota emitida pelo vereador, tudo não passa de uma armação de Milena, que estaria “tentando obter alguma vantagem, se pessoal ou até mesmo financeira”; “tenho informações seguras de que a senhora Milena já fez isso com outra pessoa, inclusive morador desta cidade”, afirma. Wagner diz que comunicou os fatos à Delegacia de Polícia Civil, onde a mulher registrou ocorrência, “demonstrando a verdade dos fatos, requerendo, inclusive, a apuração da prática de denunciação caluniosa”, continua a nota.

Ele afirma que o marido de Milena sempre acompanhou as aulas e seus colegas de trabalho são testemunhas do “respeito e consideração” que ele tinha com a aluna durante as aulas. Ele a acusa de estar tentando passar no exame de carro “no grito”, “pelo fato dessa cidadã ter reprovado várias vezes nos testes”.

você pode gostar também