Santa Casa de Andradina vai assumir o AME e unidade Lucy Monto de Fernandópolis

A Organização Social de Saúde Irmandade Santa Casa de Andradina vai assumir a gestão do Ambulatório Médico de Especialidades (AME) e da unidade da rede de reabilitação Lucy Montoro de Fernandópolis. A OS da Santa Casa de Andradina participou de processo de licitação desenvolvido pela Secretaria de Estado. Atualmente a OS de Andradina já administra os AMEs de Andradina, Araçatuba e Promissão. Tem contratos também com a Prefeitura de Araçatuba.

Atualmente as instituições de Fernandópolis são geridas pela Santa Casa da cidade. Segundo o superintendente da Santa Casa de Andradina, Sebastião Sérgio da Silva, nesta semana será iniciado o processo de transição da gestão. “Vamos assumir completamente a gestão das duas unidades a partir de julho”, disse Sérgio Sebastião. De acordo com o superintendente, neste período de transição será possível analisar toda a situação e prever o que deve ocorrer de mudança. “Em relação ao investimento no custeio, será definido no contrato de gestão, que será assinado nos próximos dias”, disse Sebastião Sérgio da Silva.

O presidente da OS Irmandade Santa Casa de Andradina, Fábio Óbici acompanha de perto toda a tramitação do processo.

AS UNIDADES
O AME de Fernandópolis foi inaugurado pelo governador Geraldo Alckmin no dia 29 de junho de 2012, mas entrou em operação em março daquele ano. A unidade é referência de atendimento aos pacientes de 13 municípios – Estrela do Oeste, Fernandópolis, Guarani do Oeste, Indiaporã, Macedônia, Meridiano, Mira Estrela, Ouroeste, Pedranópolis, Populina, São João das Duas Pontes, São João de Iracema e Turmalina. Juntas estas cidades têm população de aproximadamente 120 mil habitantes. A unidade oferece oito especialidades médicas, como cardiologia, cirurgia vascular, endocrinologia adulto e infantil, nefrologia, neurologia adulto e infantil oftalmologia, ortopedia e reumatologia. O ambulatório também realiza exames de apoio diagnóstico, como ultrassonografia, radiografia, eletrocardiograma, exames oftalmológicos e de análises clínicas.

O prédio do AME tem com 821,4 metros quadrados. Anexo ao AME, outro prédio com 1,8 mil metros quadrados abriga uma unidade ambulatorial da rede de reabilitação Lucy Montoro.

SELEÇÃO
A seleção da instituição gestora foi feita por meio de convocação das Organizações Sociais de Saúde. As instituições interessadas apresentaram projetos de gestão. A OS de Andradina foi a escolhida.

Neste período de transição o atendimento foi normal. “Sobre a Santa Casa de Fernandópolis, o contrato com a entidade será finalizado por questões administrativas”, informou a Secretaria da Saúde por meio de nota, em abril.

Antônio Crispim – Andradina

você pode gostar também