Julgamento em junho deve decidir futuro político de Mirandópolis

O TRE (Tribunal Regional Eleitoral) agendou, no fim desta semana, o julgamento de impugnação do registro da chapa da prefeita eleita Regina Mustafá (PV). O processo envolve condenações do vice-prefeito, José Antônio Rodrigues, e que impediam a candidatura do político no ano passado.

Como a pauta está limpa, ainda não há data definida, mas provavelmente o julgamento acontecerá até o fim do mês.

A expectativa no meio jurídico é que o TRE casse o registro da chapa e, assim, Regina Mustafa perca o mandato.

Se isso acontecer, quem assume a prefeitura é o presidente da Câmara, Afonso Carlos Zuin, até que aconteçam novas eleições.

A assessoria da prefeita acredita que existe a possibilidade de recurso em Brasília. Porém, ainda que a candidatura de Mustafá seja cassada, ela poderá ser candidata novamente, já que não tem problemas com a Justiça Eleitoral.

Neste caso, a atual prefeita precisaria articular-se no meio político para encontrar um outro candidato a vice-prefeito. Vários nomes são cotados para a disputa. Figura com destaque Zezé Zanon, do PMDB. (Com informações do Noroeste Rural)

Da Redação – Mirandópolis

 

você pode gostar também