Grupo percorreu trecho entre a Marechal Rondon e o ponto de captação de água

Aproximadamente 4 quilômetros de trilha. A informação foi passada pelo chefe de gabinete da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Araçatuba, Lucas Proto, um dos guias da Expedição Baguaçu, iniciativa da Samar, Prefeitura e das ONGs Clube da Árvore e Associação do Grupamento Ambientalista que vai produzir um diagnóstico do ribeirão no trecho entre a Rodovia Marechal Rondon e o ponto de captação de água.

A atividade aconteceu na manhã deste sábado (03) e foi a primeira da Semana do Meio Ambiente, que segue com programação até o dia 10. A Expedição contou com o apoio do Condema (Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente), Programa Escola da Família, Senac, Corpo de Bombeiros, Escoteiros Dom Bosco, Polícia Ambiental e Tiro de Guerra.

Cerca de 70 pessoas se reuniram próximas à ponte do ribeirão Baguaçu na rodovia; com segurança feita pela Polícia Ambiental, adentraram o campo e iniciaram a trilha. Se a distância percorrida entre os pontos fosse em linha reta daria cerca de 2 quilômetros, mas o grupo foi caminhando pelas margens, o que dobrou o tamanho do trajeto. “É uma oportunidade para conhecermos e entendermos como funciona esse ecossistema tão importante para Araçatuba e com isso planejarmos ações de preservação”, disse o biólogo Marcelo Oliveira, da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Araçatuba.

Durante a expedição os guias foram apresentando as espécies da flora encontradas próximas às margens do Baguaçu, como Genipapo, uma árvore Leiteiro e uma palmeira Macaúba, além de herbáceas Guaraná Mirim e outras. Também foram mostrados pontos críticos que necessitam de intervenção rápida, como nas proximidades da ponte do bairro Alvorada, onde o lixo é despejado diretamente no Baguaçu e há grande área de degradação da mata ciliar.

Todos os participantes receberam um kit alimentação e boné. Equipe do Corpo de Bombeiros percorreu o ribeirão com um bote inflável, que levou também estudantes que estão colaborando com a pesquisa sobre o local. Atiradores do Tiro de Guerra se posicionaram em pontos ao longo do trecho antecipadamente, delineando o caminho a ser percorrido no mato e prestando apoio a quem precisasse.

O diagnóstico completo da Expedição Baguaçu será apresentado no próximo dia 5 de junho, Dia Mundial do Meio Ambiente, juntamente com os planos de ação para a realização das melhorias necessárias no trecho do ribeirão. Devem constar no plano ações como reposição de mata ciliar e conscientização da população que reside próxima ao Baguaçu, para que não jogue lixo de forma irregular.

Fernando Verga – Araçatuba

você pode gostar também