Halide é um novo e fantástico app de câmera para iPhone co-criado por um ex-designer da Apple

A cada nova geração do iPhone, a Apple põe uma ênfase ainda maior na qualidade da câmera (ou… das câmeras) do seu smartphone — e, sem dúvidas, já chegamos a um ponto em que o dispositivo substitui sem problemas (e, inclusive, com várias vantagens) uma câmera de bolso dedicada.

Para acompanhar esta evolução vertiginosa, o app nativo de câmera do iOS também sofreu uma série de mudanças ao longo dos anos e, hoje, entre fotos, vídeos, Live Photos, panoramas e time-lapses, traz um monte de opções, modos e funcionalidades. E, por mais que o aplicativo cumpra muito bem sua função, é como dizem: quem faz muitas coisas ao mesmo tempo nunca consegue fazer uma perfeitamente.

É neste espaço que surge o Halide, um novo aplicativo de câmera para o iPhone que propõe-se a ajudar seus usuários a fazerem uma coisa, e uma única, perfeitamente bem: tirar fotos — e ter controle sobre elas.

Por trás do app estão dois nomes que, pode-se dizer, sabem uma coisa ou outra sobre o universo iOS: Ben Sandofsky foi o chefe de tecnologia do Twitter para iOS na rede social do passarinho, enquanto Sebastiaan de With é um ex-designer da própria Apple. Ou seja, não, ninguém está de brincadeira por aqui.

Mas o que faz do Halide um aplicativo especial? Bom, como o foco aqui é a usabilidade e o controle, nós temos acesso fácil a todos os ajustes que o usuário possa desejar, numa interface que emprega gestos como principal meio de interação. Com um deslize dos dedos na tela, você controla a exposição da sua foto; com outro, está ajustando manualmente o foco da câmera (caso não queira disparar com foco automático, naturalmente). Velocidade do obturador e balanço de branco também podem ser facilmente alterados com poucos gestos e toques.

O aplicativo conta ainda, opcionalmente, com um histograma em tempo real para medição da luminosidade, além da famosa grade 3×3 para nivelamento e aplicação da famosa regra dos terços. É possível salvar as suas criações em JPEG ou RAW, e o Halide ainda conta com um recurso intrigante, reminiscente do Tinder, que apresenta todas as suas fotos tiradas recentemente — você desliza para a direita aquelas que quer manter, e para a esquerda as que não ficaram tão boas. Ainda há um atalho por meio do 3D Touch para visualizar rapidamente a última captura.

Todos estes recursos, combinados com um apuro nos mínimos detalhes da interface (olhem bem para aquele botão de disparo!), fazem do Halide uma recomendação fácil para quem leva a fotografia no iPhone a sério e quer ter um pouco mais de controle nas mãos. Caso você tenha se interessado, é bom correr: o aplicativo — compatível apenas com o iOS 10 e (vindouros) posteriores — está disponível na App Store por US$3, mas o preço subirá para US$5 na próxima terça-feira.

Fonte: MacMagazine

você pode gostar também