Transferência dos serviços deverá ser feita até o fim de novembro

Prefeitura mudará Pronto Socorro do Santana para prédio da UPA UmuaramaA Prefeitura de Araçatuba transferirá todos os serviços prestados no Pronto Socorro Municipal “Ainda Vanzo Dolce”, conhecido como Pronto Socorro Santana, para o prédio da Unidade de Pronto Atendimento “Dr. Jorge Maluly Netto” – UPA Umuarama. A mudança deve ocorrer até o fim de novembro. A informação foi confirmada ao O Liberal Regional pelas secretarias de Planejamento Urbano e Habitação, Saúde e Governo/Comunicação. A Prefeitura pretende reformar o prédio do Pronto Socorro, o único do município que atende aos fins de semana.

De acordo com a secretária de Saúde, Carmem Guariente, o prédio da UPA é adequado para receber o Pronto Socorro, uma vez que é novo e foi preparado para atender urgência e emergência 24 horas por dia. Precisaria apenas de alguns reparos, pois ocorreram furtos no local. O secretário de Planejamento, Ernesto Tadeu Consoni, explicou os planos da administração municipal. “Primeiro a Saúde vai fazer a mudança e se adequar ao novo prédio, depois nossa equipe entra no Santana para fazer uma avaliação e preparar um projeto. No momento não dá para estimar quanto de recurso será necessário. A gente precisa avaliar todo o prédio”, disse.

Apesar de algumas melhorias realizadas nos últimos anos, como pequenas reformas, instalação de ar-condicionado, novo aparelho de Raio-x e construção do Hospital Odontológico anexo ao prédio do Pronto Socorro, o local é constantemente alvo de críticas da população. A moradora do bairro Jardim TV Daiane César Ribeiro, 29 anos, que trabalhou em estabelecimento comercial próximo ao P.S. Santana e é usuária do sistema público de saúde, mostrou-se feliz com a notícia. “A UPA está nova, muito melhor que esse prédio. E se for mesmo para reformar, melhor ainda. Todo mundo vai sair ganhando com isso”, disse. Questionada se a distância entre o Umuarama e seu bairro seria uma dificuldade, ela ponderou. “Fica um pouco longe sim, mas eu nem me importo de sair do TV para ir ao Umuarama. O motivo dessa mudança é bom e é isso que a gente tem que pensar”, disse.

SAÚDE NA ZONA LESTE

A UPA Umuarama começou a ser construída em março de 2014, na gestão do ex-prefeito Cido Sério, e o investimento anunciado foi de R$ 2,8 milhões, fora equipamentos e mobiliários, que estavam estimados em mais R$ 2 milhões naquele ano. A área é de mais de 900 metros quadrados e a estrutura foi preparada para atender cerca de 400 pessoas por dia. O senhor José Carlos Ferreira, 58 anos, que tem comércio próximo ao prédio da UPA desde 2000, também aprovou a iniciativa da Prefeitura. “A notícia é muito boa, por que esse prédio está novo e sem uso, só estragando. Faz mais de ano que está terminado”, enfatizou. Ferreira, que mora no Umuarama desde 1989, “desde que essas ruas eram de terra”, falou de suas expectativas com essa mudança. “Vai ser muito bom para toda a população na questão da saúde, principalmente da nossa região, e também para o comércio”. Ele também é usuário da saúde pública.

Quando Ferreira faz referência à população da sua região, que seria a mais beneficiada, as justificativas são várias para isso. A Zona Leste de Araçatuba é a mais populosa da cidade, historicamente a mais atingida por casos de dengue e a que menos infraestrutura na área de Saúde possui: há apenas uma Unidade Básica de Saúde, a do bairro Umuarama, para atender toda a população de bairros como Vicente Grosso, Hilda Mandarino, Água Branca, Ivo Tozzi, Araçatuba G, Pinheiros e outros. A média de atendimentos diários nesta UBS é de aproximadamente 600 pessoas. Para complicar ainda mais a situação, é uma das únicas da cidade que não passou por ampla reforma, apenas manutenção. A unidade mais próxima destes bairros fica no Alvorada, que também é superlotada com os atendimentos dos bairros vizinhos (média de 350 atendimentos por dia). Na área da Atenção Básica, a Zona Leste possui equipe do Núcleo de Apoio à Saúde da Família – NASF, que conta com nutricionista, fisioterapeuta, psicólogo, educador físico, farmacêutico, e seis equipes de Saúde da Família. 

PRONTO SOCORRO SÃO JOÃO

A Prefeitura também confirmou planos de fechar o Pronto Socorro São João, que não funciona aos fins de semana. O secretário Consoni explicou que o prédio, que é bastante deficiente em infraestrutura, não comporta mais este tipo de serviço. “Nós vamos finalizar o prédio da UPA Morada dos Nobres e transferir o São João para lá”, disse. De acordo com ele, a Prefeitura irá licitar os serviços que ainda faltam ser executados e o valor estimado para a conclusão é de R$ 600 mil.

A Prefeitura já rescindiu o contrato com a empresa Pontal Engenharia Construções e Comércio, que estava responsável pela execução das obras da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do bairro Morada dos Nobres, que fica na zona sul da cidade.

De acordo com a Secretaria de Governo e Comunicação, a rescisão foi levada adiante por que a empresa não retomou a obra após notificação da Prefeitura. “A notificação foi feita por diversas vezes no sentido de a obra ser retomada e não obtivemos sucesso”, diz a nota encaminhada pela pasta. Além do rompimento contratual, a Prefeitura está aplicando multa e demais penalidades legais. A empresa poderá apresentar sua defesa. O projeto técnico e atualização da planilha orçamentária da obra estão sendo feitas pela Secretaria de Planejamento e servirão como base para a abertura de nova licitação.

você pode gostar também