Reunião fracassa e afasta possibilidade de Cicinho ser emprestado ao Timão

Uma reunião entre os empresários do lateral direito Cicinho e os dirigentes do Ludogorets (Bulgária) na última quinta-feira afastou a possibilidade de o defensor ser emprestado ao Corinthians, algo considerado praticamente certo há alguns dias. De acordo com o presidente Roberto de Andrade, os búlgaros não querem mais liberar o jogador nas condições propostas pelo Alvinegro e o deixaram longe do Parque São Jorge.

O jogador, campeão búlgaro pelo time, esperava a disputa da Copa da Bulgária, na quarta-feira, para que seus representantes pudessem conversar e pedir sua liberação. A decisão aconteceu na última quarta-feira, com derrota do Ludogorets, e a conversa, na quinta, acabou não rendendo os frutos esperados.

Com contrato válido até o meio do ano que vem com os europeus, Cicinho teria de estender seu vínculo lá, a princípio por mais uma temporada, para ser emprestado ao Timão até junho de 2018. Nem as tratativas pela renovação nem as pela negociação com o Corinthians, porém, deram resultado.

LUDOGORETS – Cicinho deverá continuar no Ludogorets, clube da Bulgária, com o qual tem contrato

À espera de novidades pelo atleta, Roberto ainda deixou claro que não há interesse em nomes como os meias Régis, do Bahia, e Nenê, do Vasco, vinculados ao clube recentemente. “Não foram nem oferecidos e também não temos interesse nos atletas, não. São notícias que surgem e, da mesma forma que surgem, também desaparecem pouco depois”, disse Roberto, justificando ainda as dívidas contraídas recentemente.

DA REDAÇÃO – São Paulo

 

você pode gostar também