Felipe Massa não teve boa colocação no GP de Mônaco

O finlandês Kimi Raikkonen foi o mais rápido no treino classificatório de ontem e  garantiu a pole position no GP de Mônaco, a sexta prova da temporada de 2017 da  Fórmula 1, neste domingo, a partir das 9h (de Brasília), com transmissão da Globo. Ele fez o tempo de 1min12s178 e quebrou um jejum de 128 corridas sem largar na primeira colocação, já que a última vez havia sido na França em 2008, um ano depois de se tornar campeão mundial da categoria. O brasileiro Felipe Massa (Williams) larga na 14ª posição.

A segunda colocação ficou com Sebastian Vettel, com 1min12s221, garantindo a dobradinha da Ferrari em Mônaco. A terceira posição foi de Valtteri Bottas, que tirou tudo de sua Mercedes, com o tempo de 1min12s223. A segunda fila foi completada por Max Verstappen, da Red Bull, com 1min12s496. O destaque negativo da classificação ficou por conta de Lewis Hamilton. Com problemas de aderência em sua Mercedes, o tricampeão acabou cometendo erros durante as voltas rápidas do Q2, não marcando bons tempos. Após a batida de Stoffel Vandoorne no final, a segunda parte foi interrompida, e o britânico não teve mais chance de tentar melhorar sua colocação, ficando em 14º.

Raikkonen é pole; Massa lamenta largada em 14º

Quem também não teve uma classificação boa foi Felipe Massa. Após passar raspando ao Q2, o brasileiro também acabou atrapalhado pela batida de Vandoorne e teve que se contentar com a 15º colocação. Com a punição a Jenson Button, que perdeu 15 posições após ter problemas motor, o brasileiro sairá em 14º. Durante o Q2, Massa acabou não tendo chance de melhorar seu tempo, já que uma batida de Stoffel Vandoorne encerrou antes do previsto a segunda sessão.

Apesar de ser atrapalhado por Vandoorne, Massa não acredita que teria melhorado muito sua classificação, e destacou que a Williams apresenta dificuldades em Mônaco. Mesmo assim, o brasileiro novamente superou seu companheiro de equipe, o canadense Lance Stroll, que fez o 18º tempo. “É uma pena, mas também não sei se ia melhorar muito minha posição. Talvez 12º, 11º, mas acho que nem isso, para falar a verdade. Estava difícil, o carro não é tão competitivo nesta pista. Foi uma pena não ter conseguido dar a volta pra ver se eu conseguia ganhar alguma posição”, finalizou.

Os 15 pilotos que pontuaram até a quinta prova do ano são: Sebastian Vettel (104 pontos), Lewis Hamilton (98), Valtteri Bottas (63), Kimi Räikkönen (49), Daniel Ricciardo (37), Max Verstappen (35), Sergio Pérez (34), Esteban Ocon (19),

Felipe Massa (18), Carlos Sainz Jr. (17), Nico Hülkenberg (14), Daniil Kvayat (6), Romain Grosjean (5), Kevin Magnussen (4) e Pascal Wehrlein (4). Os nove primeiros colocados na classificação do Mundial de Construtores são: Mercedes (161 pontos), Ferrari (153), Red Bull Racing (72), Force India (53), Toro Rosso (21), Williams (18), Renault (14), Hass (9) e Sauber (4).

GRID DE LARGADA

PILOTO – ​PAÍS/CARRO​TEMPO

1º – Kimi Raikkonen​ – Finlândia/Ferrari​1min12s178

2º – Sebastian Vettel​ – Alemanha/Ferrari​1min12s221

3º – Valtteri Bottas​ – Finlândia/Mercedes​1min12s223

4º – Max Verstappen​ – Holanda/Red Bull​1min12s496

5º – Daniel Ricciardo – ​Austrália/Red Bull​1min12s998

6º – Carlos Sainz​ – Espanha/Toro Rosso​1min13s162

7º – Sergio Perez – ​México/Force India​1min13s329

8º – Romain Grosjean​ – França/Haas​1min13s349

9º – Jenson Button​Grã – Bretanha/McLaren​1min13s613 (*)

10º – Stoffel Vandoorne​ – Bélgica/McLaren​1min13s476

11º – Daniil Kvyat​ – Rússia/Toro Rosso​1min13s516

12º – Nico Hulkenberg​ – Alemanha/Renault​1min13s628

13º – Kevin Magnussen – ​Dinamarca/Haas​1min13s959

14º – Lewis Hamilton​ – Grã-Bretanha/Mercedes​1min14s106

15º – Felipe Massa​ – Brasil/Williams​1min20s529 (**)

* Perderá 15 posições no grid de largada
** Largará em 14ª porque Button perdeu 15 posições

Horário: 9h   –   Televisão: Globo

 

DA REDAÇÃO – São Paulo

 

você pode gostar também