Bandidos praticam dois assaltos e fazem reféns na região, incluindo ex-prefeita

Três moradores de Guaraçaí foram feitos reféns por ladrões, ontem à tarde, em um assalto que terminou com troca de tiros com policiais militares, dois bandidos presos, quatro foragidos e a ex-prefeita de Nova Independência, Neusa Joanini (PSDB), mantida em cárcere privado. No caso que se estendeu por mais de 10 horas, a PM foi chamada em dois assaltos e não havia concluído a apuração até às 21h50 de ontem.

A sequência de crimes começou logo após o almoço. Os moradores de Guaraçaí, sendo dois idosos, foram feitos reféns no assalto que teve furtados uma camionete e uma moto, possivelmente abandonada pelos bandidos em Nova Independência por volta das 18h, após perseguição de policiais militares.

Segundo informações passadas por PMs que atuaram no caso, mas ainda sem registro pela Polícia Civil até o fechamento da reportagem, os três reféns ficaram amarrados em um canavial durante toda a tarde. E, após libertarem as vítimas perto de Guaraçaí, os bandidos seguiram para Nova Independência por uma estrada de terra, onde resolveram assaltar moradores de uma chácara.

Lá roubaram uma picape, além de exigirem dinheiro da ex-prefeita. “Eles gritavam que queriam dinheiro, dinheiro, perguntavam ‘ onde está o cofre’ e disseram a ela que me esperariam chegar em casa”, contou o marido de Neusa, Valdemir Joanini à reportagem do Sistema Regional de Comunicação, com exclusividade.

Nesse tempo, as vítimas de Guaraçaí avisaram a polícia sobre o assalto, e foi iniciada uma busca pela região. Há informações de que dois bandidos seguiram para Andradina e dois para Nova Independência. Os outros dois não há informações sobre o paradeiro. Suspeita-se que havia participante de Três Lagoas.

De acordo com Valdemir Joanini, sem explicação – ou informados pelos comparsas da perseguição policial -, os bandidos saíram com a picape e a moto. “Eles foram embora de repente e em nenhum momento agrediram a Neusa, graças a Deus”, disse Valdemir, que disse ter pensado, inicialmente, em crime praticado por motivação política. Valdemir revelou à reportagem que a família mora na chácara há 20 anos e jamais pensou passar por situação semelhante. Agora, por questões de segurança, ele admite mudar-se para a cidade.

Os presos foram interceptados pela Força Tática de Andradina e por PMs de Guaraçaí perto do pedágio da cidade, na rodovia Marechal Rondon (SP-300). Não ficou claro se um dos bandidos foi ferido em tiroteio com policiais nesta abordagem ou na perseguição em Nova Independência. A Polícia Civil deve dar detalhes dos crimes hoje.

Da Redação, Andradina / SP

você pode gostar também