LR1
O que você
busca?
BUSCAR
Região
postado em 17/02/2017 às 09h57min

Motoristas são presos por uso de documentos falsos

Pelo crime, podem ser condenados de 2 a 6 anos de prisão
Da Redação - Três Lagoas
Tamanho da
Letra
Diminuir Letra Aumentar Letra
O veículo foi recolhido e o motorista foi preso e autuado em flagrante (Foto: Divulgação)

Na quarta-feira (15), dois motoristas foram presos na região de Três Lagoas e autuados em flagrante por uso de documento. O primeiro caso foi na base operacional da Polícia Rodoviária Federal na BR-262, em Água Clara. No segundo caso, uma equipe da PRF abordou na BR-262, km 23, em Três Lagoas, uma carreta e o motorista apresentou documentos falsos.

Em Água Clara, os policiais abordaram um veículo VW/Gol 1.0, com placas de Itapevi/SP, que se deslocava de Cacoal/RO com destino a Itapevi/SP, sendo conduzido por W. P. A., de 45 anos, construtor civil e tendo como passageiro L. J. B. R., de 35 anos, pedreiro. Durante a fiscalização e a conferência dos documentos dos ocupantes do automóvel, foi constatado pela equipe que a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) apresentada por L. J. B. R. apresentava indícios de falsificação.

O homem disse que devido a problemas mentais, a família havia recolhido a sua carta e por isso ele comprou outra no centro de São Paulo. O homem foi levado para a Delegacia da Polícia Federal de Três Lagoas, pois havia suspeita de que estaria usando nome falso.

SEGUNDO CASO
Uma equipe da PRF abordou na BR 262, em Três Lagoas, um veículo Scania/T113 H 4x2, com placas de Chapadão do Céu/GO, conduzido por G. C. F., motorista, de 47 anos. Após receber o documento do caminhão por parte do condutor, a equipe constatou que o número do formulário do CRLV constava como sendo furtado no Estado de Tocantins, além de apresentar sinais de identificação adulterados.

O motorista declarou que comprou o veículo na cidade de Camapuã/MS, porém o caminhão era oriundo da cidade de Chapadão do Sul/MS e entregou um caminhão boiadeiro como pagamento e desconhecia que o documento do veículo era falso. Após pesquisa e procedimento de identificação veicular, verificou-se que o CRLV falso foi usado para encobrir o licenciamento atrasado e demais débitos administrativos.

O homem foi preso e autuado em flagrante. O veículo foi apreendido. A pena para uso de documento falso é de 2 a 6 anos de prisão.

Espalhe essa notícia
|
0 Comentários Comentários
Comentar Comentar
LR1 Siga-nos no Siga-nos no Twitter Faça Parte da Comunidade Lr 1 no Faça Parte da Comunidade Lr 1 no Orkut SRC na WEB   |   Anuncie no Lr 1   |   Fale com o Lr 1   |   Privacidade   |   Faça do Lr 1 a sua página inicial WTC Brasil Todos os direitos reservados - 2010 Jornal O Liberal Regional