LR1
O que você
busca?
BUSCAR
Esportes
postado em 14/02/2017 às 12h16min

Eduardo Baptista pede tempo para trabalhar

Torcida protesta com gritos de "volta Cuca"; Dudu admite preferência pelo esquema tático do antigo treinador
Da Redação - São Paulo
Tamanho da
Letra
Diminuir Letra Aumentar Letra
Eduardo Baptista foi contestado pela torcida logo na primeira derrota (Foto: Cesar Grego)

O técnico Eduardo Baptista fez elogios ao estreante Alejandro Guerra e pediu para a torcida ter calma com seu trabalho à frente do Palmeiras. A derrota por 1 a 0 para o Ituano foi a primeira do treinador pelo Verdão, que soma uma vitória e uma derrota no Paulistão.

Eduardo Baptista escalou Guerra no lugar do lesionado Tchê Tchê. O venezuelano disputou os 90 minutos do jogo, mas só teve uma boa atuação no primeiro tempo. "O Guerra traduziu no jogo o que faz nos treinos. Tem uma boa movimentação, passes rápidos, penetração e criou boas situações. Depois cansou um pouco, o que é normal. Mas nos ajudou, eu o coloquei vindo de trás, como um volante. É um jogador que vai nos ajudar muito. Não está na forma ideal, mas para primeiro jogo foi muito bom", analisou.

Além de pedir paciência para Guerra atingir o auge da forma física, Eduardo Baptista procurou angariar o apoio da torcida após a primeira derrota do ano. Nos minutos finais do jogo, um grupo de torcedores pediu a volta do técnico Cuca ao Palmeiras. Os protestos contra o atual treinador não tiveram quórum e cessaram poucos segundos depois. "É um time que está começando, fisicamente estamos entrando em um ritmo bom. O Guerra fez uma boa estreia, temos o Moisés para entrar. Infelizmente perdemos o Tchê Tchê e estamos tentando nos ajustar", afirmou o técnico.

Peça fundamental da equipe, o meia-atacante Dudu admite que preferia o esquema tático do treinador que levou o Verdão ao título brasileiro do ano passado. "Com o Cuca éramos mais agressivos, tínhamos jogadas para frente. O Eduardo gosta da posse de bola, do time controlando bem o jogo. Estamos fazendo isso, tivemos algumas chances contra o Ituano, muitas contra a Ponte Preta e Botafogo-SP, mas não fizemos aquela partida que o torcedor espera. Esperamos que, nas próximas, possamos ter um desempenho melhor", completou.

Cuca escalava o Palmeiras campeão brasileiro na última temporada no 4-3-3, enquanto Eduardo Baptista opta pelo 4-1-4-1. Além disso, o sistema de marcação em jogadas de bolas paradas - motivo da derrota neste domingo, contra o Ituano - também foi alterado, deixando a marcação individual do ano passado para uma marcação mista - que se divide em individual e por zona.

Espalhe essa notícia
|
0 Comentários Comentários
Comentar Comentar
LR1 Siga-nos no Siga-nos no Twitter Faça Parte da Comunidade Lr 1 no Faça Parte da Comunidade Lr 1 no Orkut SRC na WEB   |   Anuncie no Lr 1   |   Fale com o Lr 1   |   Privacidade   |   Faça do Lr 1 a sua página inicial WTC Brasil Todos os direitos reservados - 2010 Jornal O Liberal Regional