LR1
O que você
busca?
BUSCAR
Nossa Cidade
postado em 21/04/2017 às 03h49min

Prefeitura recebe ADIs e estuda adequações trabalhistas de profissionais da educação

Da Redação - Araçatuba
Tamanho da
Letra
Diminuir Letra Aumentar Letra
Dezenas de trabalhadores participaram do encontro no paço municipal (Foto: Divulgação)

Nesta quarta-feira (19), a vice-prefeita Edna Flor, secretários do executivo e vereadores da Comissão de Educação - professor Cláudio, Márcio Saito e Denilson Pichitelli - estiveram reunidos com ADIs (Agentes de Desenvolvimento Infantil) e ASGs (Agentes de Serviços Gerais), que trabalham nas 67 escolas do município de Araçatuba. O encontro ocorreu no auditório do Paço Municipal, e reuniu aproximadamente 90 profissionais da educação.

Entre as exigências dos servidores, estão a equiparação salarial com a função exercida pelos pedagogos, redução da jornada de trabalho de 40 para 30 horas semanais e maior atenção com equipamentos de segurança das profissionais durante o trabalho. Atualmente, os agentes de desenvolvimento infantil recebem atribuições pedagógicas e atuam junto ao processo educativo das crianças, além de auxiliar na higiene e alimentação dos alunos. No entanto, não recebem salário equiparado ao de pedagogo.

A Secretária de Educação, Silvana de Souza, disse que o encontro aberto entre o poder público e os servidores é um marco para a categoria dos educadores. "Sei o tanto que vocês se desdobram todos os dias em suas atividades. Por isso, ouvir as sugestões de vocês é essencial para buscarmos as melhores alternativas para adequar a situação de vocês", disse a secretária às ADIs.

A representante dos agentes de desenvolvimento infantil, Aurelina Aparecida de Oliveira Costa, havia organizado uma listagem com as reivindicações da categoria, e também das agentes de serviços gerais que trabalham nas escolas. Ela afirmou ter vivenciado diversos problemas com relação à pequena quantidade de funcionários e excesso de trabalho. "Agradecemos a oportunidade de estar aqui, de frente com o poder público e aos vereadores, sendo ouvidos de perto. Mas quero reafirmar que a nossa necessidade é para ontem", enfatizou.

Edna Flor explicou aos profissionais que todas as mudanças serão ajustadas da melhor forma possível, junto às sugestões da comissão representativa através de reuniões junto aos setores competentes, sempre seguindo as orientações jurídicas e à lei vigente. "Não descuidamos das preocupações de vocês. Estamos de braços abertos às suas solicitações e, a partir desse primeiro contato, vamos analisar judicialmente as possibilidades".

Foi formada uma comissão com cinco representantes da classe para definir junto ao poder executivo e legislativo as próximas ações.

Espalhe essa notícia
|
0 Comentários Comentários
Comentar Comentar
LR1 Siga-nos no Siga-nos no Twitter Faça Parte da Comunidade Lr 1 no Faça Parte da Comunidade Lr 1 no Orkut SRC na WEB   |   Anuncie no Lr 1   |   Fale com o Lr 1   |   Privacidade   |   Faça do Lr 1 a sua página inicial WTC Brasil Todos os direitos reservados - 2010 Jornal O Liberal Regional