LR1
O que você
busca?
BUSCAR
Nossa Cidade
postado em 16/02/2017 às 09h31min

Bastidores: reforma da Previdência foi desenhada por servidores

Da Redação - Araçatuba
Tamanho da
Letra
Diminuir Letra Aumentar Letra

O secretário nacional da Previdência, Marcelo Caetano, disse que a proposta de reforma das aposentadorias foi desenhada por servidores públicos. Caetano fez a afirmação em resposta a críticas do deputado Ivan Valente (PSOL-SP), que contestou a metodologia e os cálculos do governo. "É puro sangue, essa reforma aqui. Não há ninguém de fora que meteu o bedelho", disse. Para Valente, por integrar a seguridade social, a Previdência Social não pode ser considerada deficitária. O sistema da seguridade social é formado pela saúde, Previdência e programas sociais - como o Bolsa Família - e tem fontes de financiamentos próprias. Marcelo Caetano respondeu que a Previdência onera a seguridade e consome recursos que poderiam ir para a saúde e assistência social. O secretário disse ainda que o modelo da reforma segue os princípios fundamentais da Organização Internacional do Trabalho (OIT) e do Banco Mundial. De acordo com ele, a reforma da Previdência é uma medida "de Estado e não de governo". "O intuito é manter o regime previdenciário. Não adianta eu prometer algo que eu sei que vai ter dificuldade de se sustentar", disse.

DECISÃO DO PREFEITO
Aos poucos pessoas que estão trabalhando com o prefeito de Araçatuba, Dilador Borges, estão aprendendo a conhecê-lo. Poucas palavras e ações rápidas. Dizem que tem profundo respeito pela opinião pública e pelo trabalho do Ministério Público. Qualquer assessor que tiver problemas nestas áreas pode ser exonerado.

RETORNO AO MUNÍCIPIO
Depois de cumprir agendas em São Paulo e Brasília, o prefeito Dilador Borges deve retomar hoje a sua rotina de trabalho no município. Ele participou de audiências ao lado do presidente da Câmara, Rivael Papinha e do secretário de Planejamento, Ernesto Tadeu Consoni. Vão correr atrás de dinheiro dos governos estadual e federal.

TRISTE HERANÇA
O prefeito de Bilac, Vítor Botini (PSDB) vai ter muito trabalho para equilibrar as finanças do município. A herança deixada pela ex-prefeita Sueli Orsatti Saghabi é preocupante. A dívida é elevada e os problemas administrativos inviabilizam uma tomada de posição mais ousada. É preciso cautela para resolver as questões e coloca a Prefeitura no eixo.

RAPIDEZ NAS DECISÕES
Em 45 dias de governo já foram três exonerações de expressão. Primeiro foi de Ermenegildo Nava (Negócios Jurídicos), depois de um diretor de departamento e agora da professora Marly Garcia Souto (Cultura). Estas medidas deixa o grupo certo de que ele não vai tolerar erros que possam comprometer a imagem do governo.

PREOCUPAÇÃO JUSTIFICÁVEL
Em São José do Rio Preto as unidades de saúde vão funcionar até as 20 horas a partir da próxima semana para vacinação contra febre amarela. Desde o fim de semana, três macacos foram encontrados mortos na área urbana da cidade. A Saúde trata os casos como febre amarela para antecipar as decisões. Há muita preocupação em relação à doença.

REPENSAR POSIÇÕES
O prefeito de Guaraçai, Nelson Tanaka, esta revendo a política de estímulo às indústrias do município e quer cobrar taxa de esgoto. Com isso, as principais indústrias do município poderão ter aumento nas despesas e isso significar demissões. Tanaka está na contramão do desenvolvimento, pois muitos municípios oferecem vantagem.

Espalhe essa notícia
|
0 Comentários Comentários
Comentar Comentar
LR1 Siga-nos no Siga-nos no Twitter Faça Parte da Comunidade Lr 1 no Faça Parte da Comunidade Lr 1 no Orkut SRC na WEB   |   Anuncie no Lr 1   |   Fale com o Lr 1   |   Privacidade   |   Faça do Lr 1 a sua página inicial WTC Brasil Todos os direitos reservados - 2010 Jornal O Liberal Regional